Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

PSG elimina Barcelona em jogo com pênalti perdido e golaço de Messi

Empate em 1 a 1 no Parque dos Príncipes garantiu o atual vice-campeão nas quartas de final; no outro jogo, Liverpool voltou a vencer o RB Leipzig

Por Da Redação Atualizado em 11 mar 2021, 15h13 - Publicado em 10 mar 2021, 18h53

Atual vice-campeão, o Paris Saint-Germain deu mais um importante passo em seu objetivo de se consolidar como uma potência europeia nesta quarta-feira, 10, ao eliminar o Barcelona nas oitavas de final da Liga dos Campeões. A classificação veio com um empate em 1 a 1, no Parque dos Príncipes, na capital francesa.

Lionel Messi, que pode ter feito sua última partida de Champions pelo clube catalão, foi o protagonista da partida com um belíssimo gol e um pênalti desperdiçado. Neymar, ainda se recuperando de lesão, assistiu ao jogo contra seu ex-clube das arquibancadas. O brasileiro deve retornar ao time na próxima fase.

Derrotado por 4 a 1 ono Camp Nou, em atuação espetacular de Kylian Mbappé, o Barcelona começou o jogo pressionando, confiando em uma virada histórica como a de 2017 (6 a 1 na Catalunha, com show de Neymar). O lateral-direito Sergño Dest fez boa jogada e acertou o travessão de Navas. Na sequência, Messi teve boa chance, mas o passe de Ousmane Dembelé saiu um pouco forte e não alcançou o camisa 10. O ímpeto do time visitante caiu depois que seus dois zagueiros receberam cartão amarelo – o segundo, de Clemént Lenglet, rendeu uma penalidade máximo em Mauro Icardi, assinalado com o auxílio do árbitro assistente de vídeo (VAR). Na cobrança, Mbappé bateu firme: 1 a 0, aos 30 minutos.

Ao contrário do que ocorreu nas eliminações anteriores, na qual teve atuação apática, Messi chamou para si a responsabilidade e empatou o jogo com um golaço, em chute de muito longe, aos 36 minutos. O argentino vibrou mais do que de costume e teve outra ótima oportunidade nos acréscimos, em pênalti de Layvin Kurzawa em Antoine Griezmann. Na cobrança, Messi bateu forte, Keylos Navas defendeu com o joelho e a bola ainda bateu no travessão.

  • Na segunda etapa, o Barcelona precisava de mais três gols para levar a decisão para a prorrogação, mas o PSG soube amarrar o jogo e administrar sua vantagem. O brasileiro Marquinhos foi um dos destaques, com ao menos dois desarmes decisivos diante de Messi. Em grave crise financeira e política, o clube catalão amargou sua sexta temporada seguida sem nem sequer chegar à semifinal da Champions (Bayern, Liverpool, Roma, Juventus e Atlético de Madri foram os últimos carrascos).

    No outro jogo da rodada, o Liverpool, que já havia vencido o jogo de ida por 2 a 0, repetiu o placar nesta quarta diante do RB Leipzig, na Inglaterra, com gols de Mohamed Salah e Sadio Mané. Na véspera, Porto e Borussia Dortmund já haviam garantido vaga nas quartas de final ao eliminar, respectivamente, Porto e Sevilla. Esta será a primeira vez desde 2005 que a Liga dos Campeões não terá  Cristiano Ronaldo nem Lionel Messi em sua fase de quartas de final.

    Assine DAZN | 30 dias grátis para curtir os maiores craques do futebol mundial ao vivo e quando quiser!

    Continua após a publicidade
    Publicidade