Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Neymar, Mbappé, Ligue 1: os dramas do PSG após nova eliminação

Chamado de "insuportável" pela imprensa francesa, que lhe deu nota 2 na derrota para o City, atacante brasileiro ainda cogita voltar ao Barcelona

Por Luiz Felipe Castro Atualizado em 5 Maio 2021, 11h40 - Publicado em 5 Maio 2021, 11h30

O clima no Paris Saint-Germain é de frustração e incerteza um dia depois da derrota por 2 a 0 para o Manchester City que tirou do clube francês o sonho do título da Liga dos Campeões. Se antes havia a expectativa não só pela inédita taça, mas de montar um esquadrão para a próxima temporada — com Neymar, Lionel Messi e, quem sabe, até Cristiano Ronaldo —, agora nem mesmo a renovação do atacante brasileiro, antes dada como certa, parece tão garantida. Para piorar, nem o título do Campeonato Francês, visto como uma obrigação, algo quase protocolar diante da força do badalado elenco, está em risco.

Clique aqui e assine PLACAR com preço especial, a partir de 8,90 reais por mês!

Como de costume, Neymar está no foco das polêmicas. Anulado pela estratégia de Pep Guardiola, o camisa 10 recebeu uma avaliação impiedosa da France Football, principal publicação esportiva do país, responsável pela premiação da Bola de Ouro (um sonho antigo, cada vez mais distante do craque de 29 anos). Ele recebeu nota 2 por sua atuação “catastrófica”. “O mais insuportável possível, o brasileiro queria fazer tudo sozinho”, definiu a revista. A constante cobrança da imprensa local certamente não ajudará na renovação do jogador, comprado em 2017 pelo valor recorde de 222 milhões de euros, com o objetivo claro de liderar o time a um título da Liga dos Campeões. 

De acordo com diversas publicações europeias, como o diário catalão Sport, Neymar já avisou a diretoria do PSG que seu objetivo é voltar a atuar com o amigo Lionel Messi e, atualmente, a chance de o reencontro acontecer parece maior na Catalunha do que na capital francesa. O novo presidente do Barcelona, Joan Laporta, vem se esforçando para convencer o argentino a permanecer no único clube que defendeu na carreira e, apesar das enormes dívidas aprofundadas pela pandemia, estaria disposto a também recontratar Neymar.

  • Kylian Mbappé foi o destaque do PSG na vitória sobre o Dínamo Dresden
    Mbappé interessa a gigantes europeus TF-Images/Getty Images

    A saída de outro destaque da equipe, Kylian Mbappé, é ainda mais provável. Ausente do jogo de volta contra o City por lesão, o atacante francês é constantemente relacionado ao Real Madrid e ao próprio Barcelona e, aos 22 anos, parece mais do que pronto para iniciar um novo ciclo com uma camisa mais tradicional.

    Em suma, o PSG que sonhou em contratar novas estrelas, talvez tenha até mais dificuldades para manter as atuais. O homem responsável por resolver este problema é o ex-jogador brasileiro Leonardo, atual diretor de futebol do time.

    Para piorar, o técnico Mauricio Pochettino terá de juntar os cacos para evitar um fiasco: a perda do título francês. Atualmente, o PSG ocupa a segunda colocação, com 75 pontos, um a menos que líder Lille. Nas últimas rodadas, o clube que venceu sete das últimas dez edições, enfrentará Rennes, Reims e Brest. Caso conquiste novamente a taça, o PSG se igualará ao Saint-Ettiene como maior vencedor da Ligue 1, com dez títulos. O time também tem outro compromisso para “salvar” a temporada, diante do Montepellier, pela semifinal da Copa da França. 

    Continua após a publicidade
    Publicidade