Clique e assine com até 92% de desconto

Com erro absurdo via VAR, Cruzeiro perde do Boca na Bombonera

Time argentino já estava na frente e ampliou a vitória para 2 a 0 após expulsão equivocada do zagueiro Dedé

Por Da redação Atualizado em 20 set 2018, 00h09 - Publicado em 19 set 2018, 23h40

O Boca Juniors abriu boa vantagem sobre Cruzeiro no primeiro jogo das quartas de final da Copa Libertadores, ao vencer por 2 a 0 na Bombonera, em Buenos Aires, na noite desta quarta-feira. O jogo foi marcado por um erro absurdo do árbitro paraguaio Eber Aquino, que, com o auxílio da vídeo, expulsou o zagueiro cruzeirense Dedé em um lance totalmente casual.

Os gols da vitória do Boca Juniors foram marcados por Mauro Zarate, ainda no primeiro tempo, e Pablo Pérez, na segunda etapa, quando o Cruzeiro já estava com um jogador a menos. Minutos antes, Dedé se chocou acidentalmente com o goleiro Esteban Andrada, que ficou com a boca sangrando no lance.

  • O árbitro Aquino, no entanto, foi chamado pelo árbitro assistente de vídeo (VAR, na sigla em inglês), e decidiu pela expulsão de Dedé, para revolta dos cruzeirenses. Com a derrota, o Cruzeiro terá de vencer por três gols de diferença para avançar no tempo normal na partida de volta, no Mineirão, dia 4 de outubro. Vitória por 2 a 0 leva a decisão para os pênaltis.

    Jogadores do Boca Juniors comemoram após Pablo Pérez (dir) marcar gol durante partida contra o Cruzeiro, válida pelas quartas de final da Copa Libertadores da América – 19/09/2018 Eitan Abramovich/AFP
    Publicidade