Clique e assine a partir de 9,90/mês

UFC retira título de McGregor e José Aldo recupera cinturão

Irlandês teve de abrir mão do título dos penas para ficar com o cinturão dos leves. Brasileiro chegou a anunciar aposentadoria, mas deve voltar em 2017

Por da redação - 27 nov 2016, 17h33

José Aldo ainda não deixou claro se desistiu da aposentadoria, mas já recuperou o cinturão peso-pena do UFC. O lutador brasileiro reassumiu o posto de campeão linear noite deste sábado, depois que o então detentor do posto, o irlandês Conor McGregor, optou por abrir mão do cinturão para manter o título dos leves, conquistado após derrotar Eddie Alvarez no UFC 205, no último dia 12. O UFC não admite que um mesmo lutador acumule dois cinturões.

O cinturão fica com José Aldo porque ele já era o campeão interino da categoria, posto criado para manter a competitividade mesmo quando o dono do cinturão está afastado – seja por lesão ou outras questões. Aldo foi o campeão da categoria por mais de cinco anos.

Com a mudança, Max Holloway e Anthony Pettis vão lutar pelo cinturão interno no UFC 206, em 10 de dezembro. Depois, quem vencer o duelo deve lutar contra Aldo em 2017 para unificar os títulos.

Em setembro, o lutador brasileiro chegou a anunciar aposentadoria, revoltado com a decisão do UFC de não lhe conceder uma revanche contra McGregor. Aldo, no entanto, se reuniu com o chefão Dana White e admitiu estar “repensando” a situação. Seu treinador, Dedé Pederneiras disse, em diversas entrevistas, que como Aldo mantém contrato com o UFC, ele próprio teria que pagar por sua rescisão.

Continua após a publicidade
Publicidade