Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Seu Jorge acusado de roubar músicas

Caso será decidido pela Justiça

Por Da Redação 20 jun 2015, 19h54

O cantor Seu Jorge está sendo acusado de roubar de outro compositor alguns de seus maiores sucessos assinados por ele, como “Carolina”, “Tem Razão”, “Chega no Swing” e “Gafieira S.A.”.

A acusação é do músico de Brasília Rodrigo Freitas, que descobriu que Jorge registrou as canções na Biblioteca Nacional. O caso foi parar há um mês numa audiência na 5ª Vara Cível do Rio de Janeiro. A juíza pediu que se contratasse um perito para avaliar a duplicidade de autorias.

O parceiro de Freitas nas músicas, Ricardo Garcia, conta que, em 1999, criou um projeto chamado Gafieira S.A., que renderia um disco e uma turnê pelo país. Freitas produziria o disco. Seu Jorge foi convidado para participar como cantor das gravações, que contariam ainda com Ed Motta e Sandra de Sá.

O projeto não deslanchou, mas Seu Jorge saiu do estúdio levando uma fita com as gravações das músicas. Freitas diz que descobriu o roubo ao ligar a TV e ver a cantora Paula Lima cantando “Tive Razão”. Seu Jorge não aceitou dar entrevista sobre o assunto. Seus empresários emitiram um comunicado dizendo que cabe à Justiça julgar a causa.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Publicidade