Clique e assine a partir de 9,90/mês

Nasa: grande asteroide passará ‘raspando’ a Terra na véspera do Halloween

A rocha espacial, batizada de 2015 TB145, chegará a uma distância pouco maior que existente entre a Lua e a superfície terrestre. Apesar de ser relativamente grande, o fenômeno não apresenta risco de colisão com o nosso planeta

Por Da Redação - Atualizado em 6 Maio 2016, 16h00 - Publicado em 26 out 2015, 11h09

A Nasa anunciou que, às vésperas do Halloween, um asteroide de grandes proporções passará muito próximo à Terra. Descoberta recentemente, em 10 de outubro, a rocha espacial foi batizada de 2015 TB145 e tem diâmetro de 470 metros. Segundo a Nasa, no ponto de maior aproximação com a superfície terrestre, previsto para 31 de outubro por volta das 19h (horário de Brasília), o asteroide estará a uma distância de 499 000 quilômetros do planeta. No entanto, os cientistas alertam que não há perigo de impacto com a Terra.

Leia também:

Vida na Terra pode ter surgido 300 milhões de anos antes que o esperado

Estrela misteriosa intriga cientistas. Seria vida extraterrestre?

Até 2027, essa será a maior rocha espacial a se aproximar da superfície terrestre, de acordo com a Nasa. Essa distância de 499 000 quilômetros equivale a 1,3 a distância média da Lua em relação à Terra. Em 1999, um asteroide, que media cerca de um quilômetro de diâmetro, conseguiu ficar ainda mais próximo do nosso planeta: a rocha 1999 AN10 ficou a 30 000 quilômetros de distância da Terra. Esse fenômeno também não ofereceu riscos de colisão.

Continua após a publicidade

A posição da órbita do 2015 TB145 é o mais surpreende os cientistas. Diferente da maioria dos asteroides – possuem órbitas circulares -, essa rocha espacial orbita no formato de uma elipse, com grande inclinação, cerca de 40 graus, em relação aos planetas do Sistema Solar. Mesmo com o advento das tecnologias astronômicas, essa característica faz com que seja difícil detectar esse tipo de rocha e evitar colisões com os astros.

De acordo com os cientistas, apesar de não apresentar perigo para a Terra, essa aproximação mostra o quanto o planeta ainda está vulnerável a um possível impacto com rochas espaciais. No dia 2 de outubro, a Nasa, em parceria com a ESA (Agência Espacial Europeia), anunciou a missão Aida, que desviará a rota de um asteroide real como uma forma de teste. O projeto, que será iniciado em 2020, é o primeiro a estudar formas de proteger a Terra de possíveis impactos com objetos espaciais.

Impacto de um asteroide – Os asteroides são grandes corpos rochosos que orbitam em torno do Sol, mas possuem uma massa bem menor em comparação aos planetas. Apesar de ter proporções relativamente grandes, o 2015 TB145 não tem tamanho suficiente para provocar uma catástrofe global.

Constantemente, os asteroides estão envolvidos em boatos apocalípticos. No último mês de agosto, a Nasa divulgou um comunicado que desmentia rumores de que um asteroide gigante iria se chocar com a Terra e destruir grande parte das Américas, entre 15 e 28 de setembro.

(Da redação)

Continua após a publicidade
Publicidade