Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cachorros também são pessimistas, diz estudo

Pesquisa publicada na revista 'Plos One' mostra que cada cão tem uma personalidade e reage de maneiras diferentes aos estímulos humanos

Contentes e bem-dispostos, os cães são vistos como fonte de alegria em praticamente qualquer circunstância. Porém, alguns deles podem ser profundamente pessimistas, como demonstra um estudo publicado nesta quarta-feira na revista Plos One. De acordo com a pesquisa, realizada na Universidade de Sydney, na Austrália, cada cachorro demonstra uma maneira diferente de olhar a vida – e alguns esperam que poucas coisas boas aconteçam em seus dias.

CONHEÇA A PESQUISA

Título original: Canine Sense and Sensibility: Tipping Points and Response Latency Variability as an Optimism Index in a Canine Judgement Bias Assessment

Onde foi divulgada: periódico Plos One

Quem fez: Melissa J. Starling, Nicholas Branson, Denis Cody, Timothy R. Starling, Paul D. McGreevy

Instituição: Universidade de Sydney, Austrália

Resultado: Os pesquisadores treinaram 40 cães para responder a estímulos de recompensa e descobriram que alguns deles não esboçavam reações aos estímulos, mostrando-se, portanto, pessimistas

Leia também:

É possível ler a mente dos cachorros?

Seis alimentos perigosos para cachorros

Para testar como os cachorros julgam os acontecimentos, os pesquisadores usaram 40 cachorros de raças variadas de 1 a 3 anos. Os animais foram treinados para associar dois sons diferentes a duas recompensas. Um dos toques sinalizava que iriam ganhar leite como recompensa e o outro, água.

Após essa etapa, os cientistas soaram sons distintos dos anteriores. Caso os cachorros respondessem ao som esperando leite, que eles gostam muito, eram classificados como otimistas. São aqueles que aguardam coisas boas, em qualquer circunstância. Se não demonstrassem reação alguma, eram considerados pessimistas, ou seja, acreditando que menos coisas boas ocorrem.

A maior parte dos cães se mostrou otimista, mas a surpresa foi que vários animais não esboçavam reação alguma aos sons – sendo, portanto, bastante pessimistas. Esse grupo também se estressa mais com a repetição de alguma atividade, enquanto os otimistas não se incomodam com isso.

Otimistas X Pessimistas – “Saber se o cão é pessimista ou otimista tem importantes implicações no bem estar do animal. Com essa informação, podemos saber quando o cão está em seu estado normal, ou não”, explica Melissa Starling, da Faculdade de Ciência Veterinária da Universidade de Sydney e coautora da análise.

Além disso, os pesquisadores esperam que o estudo ajude treinadores a escolherem qual cão pode exercer funções de trabalho, como acompanhantes ou cães de guarda. “Um cachorro pessimista que evita riscos seria melhor como um cão-guia. O cachorro otimista seria mais adequado para servir de cão farejador de drogas, por exemplo”, diz Melissa.