Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Diretor da OAS sobre o tríplex e o sítio: ‘O presidente pediu e eu fiz’

Por Rodrigo Rangel, Robson Bonin e Hugo Marques 16 mar 2016, 21h18

Em uma das ligações interceptadas, o diretor da OAS Paulo Gordinho, encarregado de resolver a reforma e comprar os móveis para o sítio de Atibaia e o tríplex do Guarujá, fala sobre o assunto. Diz a Polícia Federal: “Na referida ligação, resta-se claro que realmente os serviços/reformas nos imóveis objeto de investigação nesta Operação Lava Jato, foram prestados/realizadas pelo engenheiro da Construtora OAS em favor do senhor Luiz Inácio Lula da Silva”.

GORDILHO: Oi Cassinha!

HNI: Alô?! Alô? Quem?

GORDILHO: Alô, é PAULO GORDILHO, CASSIA tá aí?!

HNI: Ô, PAULO!

GORDILHO: Oi, “Di”, tudo bem?!

HNI: Tudo joia. (Ininteligível)

GORDILHO: Diz que CASSIA me ligou aí

HNI: Sim, deixa eu passar pra ela, só um instantinho.

GORDILHO: Tá, um abração querido!

HNI: Abraço.

CASSIA: Alô

GORDILHO: Oi “CASSINHA”, tudo bem? Como é que estão as coisas?

CASSIA: Tá, tão indo bem, a gente já foi viajar, voltamos, tamo preocupados aí com o seu abatimento, porque o resto nós não temos nenhuma dúvida, é só uma questão de passar por essa chateação.

Continua após a publicidade

GORDILHO: Essa fase espetaculosa.

CASSIA: É, então, você ficou famoso ne?!

GORDILHO: É, e não roubei, não matei, não ganhei nenhum dinheiro com isso.

CASSIA: Você tenha certeza.

GORDILHO: Só fui prestar (ininteligível), O PRESIDENTE PEDIU E EU FIZ.

CASSIA: É logico, você cumpre ordens, né?!

GORDILHO: E ganhei no final do ano, um desemprego, entendeu?! De presente.

CASSIA: É, o desemprego foi a gratificação.

GORDILHO: Não foi nem por causa disso, mas aconteceu né!

CASSIA: Sim, sim. Mas, é, eu achei que…É chato tudo isso, passar por tudo isso, mas acho que não, no final, não vai te causar nenhum grande mal, mas é muito desconforto, né?!

GORDILHO: É.

CASSIA: Eles fizeram da mesma forma, né?! Você acordou com eles na sua porta, né?!

GORDILHO: É.

CASSIA: É, uma m., ne!

(…) continuam falando de assuntos de cunho pessoal, não relevantes para esta investigação.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)