Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Pato e Toró marcam, e São Paulo vence Goiás fora de casa

Time paulista chega aos seis pontos e divide liderança do torneio com o Atlético-MG

O São Paulo venceu a segunda partida seguida pelo Campeonato Brasileiro na noite desta quarta-feira, 1º, ao fazer 2 a 1 no Goiás, no estádio Serra Dourada e vai dormir na liderança da competição, empatado com o Atlético-MG, que bateu o Vasco.

Visitando o Goiás no estádio Serra Dourada, que contou com bom público, o time comandado pelo técnico Cuca entrou em campo surpreendentemente sem um meia de armação e, apostando na movimentação constante de seus homens de frente, garantiu o triunfo por 2 a 1. Os gols tricolores foram marcados por Pato e Toró. Leandro Barcia marcou para os goianos, após consulta ao VAR.

Tabela e classificação do Campeonato Brasileiro

Em Goiânia, Cuca preferiu sacar Igor Gomes e dar uma oportunidade a Toró, que já havia feito um bom jogo contra o Botafogo, no último sábado. O garoto não decepcionou e foi às redes pela primeira vez como jogador profissional com um belo chute de fora da área. Antony, como fez na Copa São Paulo de Futebol Júnior, foi quem mais se aproximou de um armador.

Com o resultado, o São Paulo manteve 100% de aproveitamento na competição e segue firme na busca por uma boa sequência no torneio antes da pausa para a Copa América. O próximo adversário do Tricolor no Campeonato Brasileiro é o Flamengo, no próximo domingo, às 16h (de Brasília), no estádio do Morumbi.

O jogo – O São Paulo fez um bom primeiro tempo no Serra Dourada. Enquanto o Goiás apostou na velocidade de seus atacantes de beirada de campo para surpreender, o time comandado pelo técnico Cuca optou por construir jogadas de pé em pé, sem posição fixa do meio para frente, com Antony, Pato, Toró e Everton trocando de posição rotineiramente.

A boa movimentação ofensiva do São Paulo surtiu efeito aos 31 minutos. Controlando o jogo ao ameaçar o Goiás com frequência, o Tricolor acabou abrindo o placar com Alexandre Pato, que completou o passe rasteiro de Igor Vinícius batendo forte, sem chances para o goleiro Tadeu, que tentou buscar a bola no contrapé, sem sucesso.

Empolgados com o primeiro gol, os jogadores são-paulinos não demoraram para ampliar o marcador. Quatro minutos depois de Pato estufar as redes, Toró apareceu bem em jogada individual e fez marcou seu primeiro tento como profissional. Recebendo pela esquerda, o camisa 44 foi para cima da marcação, cortou para o meio e bateu colocado, no cantinho.

Pouco antes de as equipes irem para os vestiários o São Paulo teve uma baixa importante. Arboleda sentiu um incômodo muscular e teve de ser substituído por Anderson Martins. Sem seu principal zagueiro, o Tricolor, já nos acréscimos, viu o Goiás descontar com Leandro Barcia, que aproveitou o bate-rebate dentro da área para manter o time esmeraldino vivo na partida.

Na etapa complementar o ritmo da partida baixou. Tentando achar os espaços que foram encontrados no primeiro tempo, o São Paulo se deparou com uma postura mais combativa do Goiás, mas, aos poucos, foi retomando a mesma pegada. Aos 13 minutos, por exemplo, Pato, Antony e Igor Vinícius protagonizaram boa troca de passes, e o lateral-direito ficou com a bola livre, dentro da área, mas mandou por cima do gol.

Já aos 22 minutos foi a vez de Antony chamar a responsabilidade e tentar estufar as redes. O garoto revelado em Cotia arrancou pela direita, cortou para o meio e, da entrada da área, bateu rasteiro, mas o goleiro Tadeu estava bem posicionado e acabou fazendo a defesa.

Na reta final, com Hernanes na vaga de Alexandre Pato e o garoto Brenner no lugar de Toró, o Tricolor buscou cadenciar mais o jogo, tentando minar um potencial perigo do Goiás. Ainda assim, o São Paulo por pouco não chegou ao terceiro gol com Hernanes, que tirou tinta da trave em chute cruzado aos 47 minutos. Na sequência, em contra-ataque do time esmeraldino, Igor Vinícius fez falta em Júnior Brandão e foi expulso, e, mesmo após revisão do VAR, o juiz manteve a controversa expulsão do lateral-direito. No entanto, de nada adiantou a interferência da arbitragem, e a equipe comandada por Cuca acabou saindo de campo com a vitória por 2 a 1.

FICHA TÉCNICA

GOIÁS 1 X 2 SÃO PAULO

Local: estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)

Data: 1 de maio de 2019, quarta-feira

Horário: 21h30 (de Brasília)

Árbitro: Rafael Traci (SC)

Assistentes: Kleber Lucio Gil (Fifa-SC) e Ivan Carlos Bohn (PR)

Árbitro de vídeo: Braulio da Silva Machado SC)

Assistente de vídeo 1: Igor Junio Benevenuto de Oliveira MG)

Assistente de vídeo 2: Carlos Berkenbrock SC)

Público total: 29.644 presentes

Renda: R$ 728.730,00

Gols: Pato, aos 31 do 1ºT, e Toró, aos 34 do 1ºT (São Paulo); Barcia, aos 47 do 1ºT (Goiás)

Cartões amarelos: Barcia e Kayke (Goiás)

Cartão vermelho: Igor Vinícius (São Paulo)

GOIÁS: Tadeu; Kevin (Daniel Guedes), David Duarte, Yago e Jefferson (Marcelo Hermes); Geovane, Léo Sena e Giovanni Augusto (Júnior Brandão); Michael, Barcia e Kayke

Técnico: Claudinei Oliveira

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Igor Vinícius, Arboleda (Anderson Martins), Bruno Alves e Reinaldo; Hudson, Tchê Tchê e Everton; Antony, Pato (Hernanes) e Toró (Brenner)

Técnico: Cuca

Com Gazeta Press

Narração Minuto a Minuto