Clique e assine a partir de 9,90/mês

UFC 205: McGregor arrasa Alvarez e leva os 2 cinturões

Irlandês se tornou o primeiro lutador a acumular dois títulos simultâneos do UFC, em evento histórico que bateu recordes de bilheteria em NY

Por da redação - 13 Nov 2016, 11h26

Conor McGregor é mesmo rei do UFC na atualidade. Inspirado, o lutador irlandês fechou de maneira perfeira o  histórico UFC 205, que marcou a volta da franquia a Nova York, nos Estados Unidos, com um nocaute arrasador sobre o americano Eddie Alvarez na madrugada deste domingo. Com isso, McGregor, que já era o campeão peso-pena, conquistou também o título dos leves e se tornou o único lutador do UFC a possuir dois cinturões simultaneamente. Mais falastrão do que nunca, o irlandês tripudiou ao final da luta, que bateu recordes de bilheteria no Madison Square Garden.

McGregor não teve qualquer dificuldade diante do ex-campeão Alvarez. No primeiro round, castigou o americano, que foi duas vezes ao chão. No segundo, acertou mais uma sequência de golpes até que o árbitro interrompesse a luta e decretasse o nocaute técnico. Ao fim da luta, McGregor assumiu o papel de dono da festa. “Eu quero meus dois cinturões aqui. Dei 4,2 bilhões de dólares para vocês do UFC e não me entregam os dois cinturões aqui? Quero agora.”

Já com os dois cinturões nos ombros, manteve a marra. “Olha, eu ridicularizei muita gente desde que cheguei aqui. E gostaria de pedir perdão para… absolutamente ninguém.” O presidente Dana White saiu mais do que satisfeito com o evento. O Madison Square Garden recebeu 20.247 pessoas e gerou 17,7 milhões de dólares (cerca de 60 milhões de reais) em bilheteria – superando em mais de 5 milhões de dólares o recorde antigo, batido no UFC 209.

“Agora Deus terá de lutar contra o diabo para superar essa arrecadação”, disse, eufórico, Dana. De tão feliz, ele decidiu dar mais tempo a Conor McGregor até que o irlandês decida com qual cinturão deverá permanecer. “Deixe ele curtir o momento”. Se abrir mão do título dos penas, o campeão linear voltará a ser o brasileiro José Aldo, atual campeão interino – que, revoltado por não ter tido sua revanche contra McGregor, vem ameaçando se aposentar.

Continua após a publicidade

Todos os resultados do UFC 205:

Conor MCGregor nocauteou Eddie Alvarez e conquistou o cinturão dos leves

Tyron Woodley e Stephen Thompson empataram por decisão da arbitragem. Woodley manteve o título meio-médio

Joanna Jedrzejczyk venceu Karolina Kowalkiewicz por decisão unânime e manteve o cinturão peso-palha feminino

Continua após a publicidade

Yoel Romero nocauteou Chris Weidman

Raquel Pennington venceu Miesha Tate por decisão unânime;

Frankie Edgar venceu Jeremy Stephens por decisão unânime;

Khabib Nurmagomedov finalizou Michael Johnson

Continua após a publicidade

Tim Boetsch nocauteou Rafael ‘Sapo’ Natal

Vicente Luque nocauteou Belal Muhammad

Jim Miller venceu Thiago ‘Pitbull’ Alves por decisão unânime;

Liz Carmouche venceu Katlyn Chookagian por decisão dividida

Publicidade