Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

UFC 200: Aldo bate Edgar e conquista título interino

Brasileiro superou o americano por decisão unânime e ganhou o direito de disputar a revanche contra o irlandês Conor McGregor pelo cinturão dos penas

Durou apenas dois dias o jejum do Brasil no UFC. Na madrugada deste domingo, José Aldo reconquistou o título – de forma interina – do peso-pena, ao bater por decisão unânime dos juízes o americano Frankie Edgar, no badalado UFC 200, em Las Vegas, nos Estados Unidos. Agora, Aldo ganhou a chance de disputar a revanche contra o irlandês Conor McGregor, o campeão linear da categoria, que o nocauteou em dezembro do ano passado – e, na plateia do evento, o provocou instantes depois da luta deste domingo.

Na última sexta-feira, Rafael dos Anjos perdeu o cinturão dos leves para o americano Eddie Alvarez e o Brasil ficou sem nenhum campeão do UFC pela primeira vez em quase dez anos. José Aldo, no entanto, recuperou o título interino dos penas com uma atuação discreta, mas claramente superior à de Edgar, depois de cinco rounds. O lutador amazonense comemorou a vitória e já se dirigiu ao rival McGregor, que o provocava na primeira fila do UFC 200.

“Eu estou muito feliz. Mas meu objetivo é voltar a ser campeão e ganhar desse m…”, disse Aldo, apontando para o falastrão irlandês. Na luta principal da noite, Amanda Nunes completou a festa brasileira e, com uma vitória espetacular sobre Miesha Tate, conquistou o cinturão peso-galo feminino.

Anderson Silva não resiste à força de Cormier e é derrotado no UFC 200

A luta – Aldo não lutava desde dezembro de 2015, quando foi derrotado em apenas 13 segundos por McGregor, na mesma arena de Las Vegas. Neste domingo, ele entrou no octógono ao som da cantora americana Rihanna e foi muito vaiado pela torcida local. Aldo, no entanto, entrou bastante concentrado, estudando o adversário – a postura cautelosa era uma clara tentativa de evitar uma nova surpresa no início da luta.

Edgar, porém, começou bem, conectando os melhores golpe. Mas, no fim do primeiro round, Aldo acertou uma boa joelhada e uma sequencia de socos que balançou o americano. O segundo round seguiu equilibrado e com pouca ação, com Aldo ligeiramente melhor. Edgar, que já foi campeão dos leves do UFC, respondeu no terceiro round, com uma sequência de socos e tentando levar a luta para o chão, sem sucesso.

Ronda Rousey assume namoro com lutador acusado de violência doméstica

Aldo se recuperou no quarto round, o melhor da luta, e chegou a cortar o rosto de Edgar com jabs certeiros. Em clara desvantagem no confronto, Edgar foi com tudo para cima no último round, mas Aldo conseguiu se defender bem, acertou alguns bons chutes e apenas sustentou a vantagem. Esta foi a segunda vitória de Aldo sobre Edgar na carreira. Em fevereiro de 2013, o então campeão da categoria venceu, também por decisão unânime, no mesmo local.

Com a vitória, ganhará o direito de enfrentar o campeão linear, o irlandês Conor McGregor – que faria a revanche contra o americano Nate Diaz, em sua aventura no peso meio-médio, mas foi cortado do UFC 200 por se recusar a comparecer a compromissos publicitários.

Resultados do UFC 200:

Card principal:

Amanda Nunes venceu Miesha Tate por finalização no 1º round

Brock Lesnar venceu Mark Hunt por decisão unânime (triplo 29-27)

Daniel Cormier venceu Anderson Silva por decisão unânime (triplo 30-26)

José Aldo venceu Frankie Edgar por decisão unânime (49-46, 49-46 e 48-47)

Cain Velásquez venceu Travis Browne por nocaute técnico no 1º round

Card preliminar:

Julianna Peña venceu Cat Zingano por decisão unânime (triplo 29-28 )

Kelvin Gastelum venceu Johny Hendricks por decisão unânime (30-27, 29-28 e 30-27)

TJ Dillashaw venceu Raphael Assunção por decisão unânime (triplo 30-27)

Sage Northcutt venceu Enrique Marin por decisão unânime (triplo 29-28 )

Joe Lauzon venceu Diego Sanchez por nocaute técnico no 1º round

Gegard Mousasi venceu Thiago Marreta por nocaute no 1º round

Jim Miller venceu Takanori Gomi por nocaute técnico no 1º round

(da redação)