Clique e assine a partir de 9,90/mês

Jogo de abertura da Copa 2018 será o terceiro sem campeões

Ao longo da história das Copas, em duas ocasiões a primeira partida da competição não contou com antigos campeões ou equipes do primeiro escalão

Por Da Redação - 1 dez 2017, 17h17

O jogo de abertura da Copa do Mundo de 2018 entre Rússia e Arábia Saudita, dia 14 de junho, no Estádio Luzhniki, em Moscou, não será o primeiro na história dos Mundiais sem a presença de uma equipe campeã mundial. Na verdade, o jogo válido pelo Grupo A marcará a terceira vez de uma partida que abre a Copa sem ter ao menos uma das seleções do primeiro escalão do futebol internacional.

A tradição de jogos de abertura em Copas do Mundo começou em 1966, no Mundial disputado na Inglaterra. Na ocasião, ainda sem o status de campeã (iria vencer o torneio disputado em casa), a seleção inglesa encarou o Uruguai, então bicampeão mundial, num confronto que não passou de 0 a 0.

Relembre aqui como foi o sorteio dos grupos para a Copa de 2018

Foi no Mundial seguinte que a partida de abertura reuniu pela primeira vez duas equipes sem títulos em Copas. Apesar de ser presença constante na história do torneio, o México chegou no máximo às quartas de final (em 1970 e 86, justamente quando foi sede). O adversário na partida inaugural em 70, a União Soviética, nunca chegou nem perto de levar a Copa para casa. Novamente, o jogo ficou em um modorrento 0 a 0.

Só 40 anos depois, em 2010,  que a Copa do Mundo voltou a ter uma partida de abertura sem contar com uma seleção que já tivesse sido campeã mundial. Esse detalhe foi compensado pela África do Sul organizar a primeira Copa no continente africano. A alegre torcida sul-africana e suas barulhentas vuvuzelas acabaram dando todo o carisma para o confronto contra o México, em um movimentando duelo que terminou empatado em 1 a 1.

Continua após a publicidade

Outro detalhe é que entre os Mundiais de 1974 e 2002, a equipe que havia sido campeã na Copa anterior fazia o primeiro jogo. Como a partir da Copa de 2006 a Fifa decidiu que o o último campeão não teria mais a vaga automática, o jogo que abre os Mundiais passou a ter a seleção anfitriã e um adversário escolhido no sorteio.

Poucos gols

Com exceção dos jogo que abriram o Mundial de 2006, quando a Alemanha bateu a Costa Rica por 4 a 2, e o de 2014, quando o Brasil venceu a Croácia por 3 a 1, a tradição nas partidas de abertura de Copas do Mundo é de terem poucos gols. Foram quatro empates consecutivos em 0 a 0 e outros quatro jogos com vitórias magras de 1 a 0, desde 1966.

Confira todos os jogos de abertura na história das Copas:

Copa de 1966 (Inglaterra) – Inglaterra 0 x 0 Uruguai
Copa de 1970 (México) – México 0 x 0 União Soviética
Copa de 1974 (Alemanha) – Brasil 0 x 0 Iugoslávia
Copa de 1978 (Argentina) – Alemanha 0 x 0 Polônia
Copa de 1982 (Espanha) – Argentina 0 x 1 Bélgica
Copa de 1986 (México) – Itália 1 x 1 Bulgária
Copa de 1990 (Itália) – Argentina 0 x 1 Camarões
Copa de 1994 (Estados Unidos) – Alemanha 1 x 0 Bolívia
Copa de 1998 (França) – Brasil 2 x 1 Escócia
Copa de 2002 (Coréia e Japão) – França 0 x 1 Senegal
Copa de 2006 (Alemanha) – Alemanha 4 x 2 Costa Rica
Copa de 2010 (África do Sul) – África do Sul 1 x 1 México
Copa de 2014 (Brasil) – Brasil 3 x 1 Croácia

 

Publicidade