Clique e assine a partir de 9,90/mês

France Football revê lista e dá sete Bolas de Ouro a Pelé

Na época de Pelé, prêmio era entregue apenas a jogadores europeus que atuavam na Europa

Por Redação PLACAR - Atualizado em 20 fev 2017, 11h02 - Publicado em 2 dez 2015, 11h17

No passado, a Bola de Ouro da revista France Football só premiava aqueles que jogavam na Europa, e eram europeus. Por isso, diversos jogadores ficaram sem o prêmio. Agora, com a revisão do prêmio, feita pela revista, injustiças foram sanadas e Pelé ganhou sete Bolas de Ouro.

Com a marca, o brasileiro superou inclusive Messi, que tem quatro taças, uma apenas da France Football e outras três em parceria com a Fifa. Assim, Pelé, com sete Bolas, supera Messi.

Pelé foi eleito o melhor do mundo em 1958, 1959, 1960, 1961, 1963, 1964 e 1970. Mas Pelé não foi o único beneficiado com a revisão.

Garrincha ganhou o prêmio de melhor do mundo em 1962, ano que decidiu a Copa do Mundo para o Brasil. Outro que ganhou um prêmio revista foi Romário, por 1994 e a Copa que decidiu para o Brasil. 

Outros que ganharam o prêmio foram os argentinos Kempes, em 1978, e Maradona, por 1986 e 1990.

Os que ‘perderam’ o prêmio foram os seguintes jogadores:

1958 – Kopa – francês (Pelé)1959 – Di Stéfano – argentino/espanhol (Pelé)1960 – Luis Suárez – espanhol (Pelé)1961 – Omar Sívori – italiano (Pelé)1962 – Josef Masopust – tcheco (Garrincha)1963 – Lev Yashin – russo (Pelé)1964 – Denis Law – escocês (Pelé)1970 – Gerd Müller – alemão (Pelé)1978 – Kevin Keegan – inglês (Kempes)1986 – Igor Belanov – russo (Maradona)1990 – Lottar Matthäus – alemão (Maradona)1994 – Hristo Stoichkov – búlgaro (Romário)

Continua após a publicidade
Publicidade