Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
CLIQUE E RECEBA A REVISTA EM CASA A PARTIR DE R$14,90/MÊS Clique e receba em casa a partir de R$ 14,90

Coronavírus deixa jogos da Champions e de ligas europeias sem torcida

Epidemia já afeta campeonatos de Itália, França, Espanha, Portugal e até jogos da Liga dos Campeões. Para Guardiola, partidas deveriam ser adiadas

Por Da Redação Atualizado em 10 mar 2020, 12h15 - Publicado em 10 mar 2020, 11h11

A epidemia de coronavírus que se espalhou pelo Velho Mundo – há casos registrados em todos os países da União Europeia – e já afeta drasticamente os milionários campeonatos europeus. A Uefa anunciou nesta terça-feira que mais dois jogos da Liga dos Campeões serão realizados com portões fechados e outras ligas seguiram a mesma medida. 

A Espanha adotará a prática de jogos sem torcida nas duas próximas rodadas da primeira e segunda divisão do país. A França foi além e anunciou portões fechados até o dia 15 de abril nas duas principais divisões. Portugal também anunciou a suspensão do público nos estádios por tempo indeterminado. 

A Itália, país mais atingido pelo Covid-19 do continente, tomou a medida mais drástica e suspendeu todas as competições nacionais, incluindo a Série A, até o dia 3 de abril. Na Alemanha, apenas dois jogos foram afetados até o momento: Borussia Mönchengladbach x Colônia e Borussia Dortmund x Schalke 04.

Nesta manhã, a Uefa anunciou que o jogo de volta das oitavas de final da Liga dos Campeões entre Barcelona e Napoli, no dia 18 de março, será disputada com portões fechados no Camp Nou. A decisão foi tomada após uma reunião de dirigentes do clube com as autoridades de saúde da Catalunha. O mesmo ocorrerá na partida entre Bayern de Munique e Chelsea, na Alemanha.

Com isso, cinco dos oito jogos desta fase não terão torcida: antes, a medida já havia sido anunciada para os confrontos entre Paris Saint-Germain e Borussia Dortmund, na França, Atalanta e Valencia, na Espanha, e Juventus e Lyon, na Itália.

Os duelos válidos pela Liga Europa entre Inter e Ludogorets, na Itália, Sevilla x Roma, na Espanha, e Olympiacos x Wolverhampton, na Grécia, também não terão público presente.

  • O técnico Pep Guardiola, do Manchester City, se disse contrário à medida nesta terça-feira. Para ele, os jogos deveriam ser adiados. “Sem torcida, prefiro não jogar. Nós jogamos para o público, se ele não puder estar no estádio, perde o sentido.”

    Mais de 114.000 casos foram registrados em todo o mundo, com mais de 4.000 mortes. Depois da China, os países mais atingidos são Itália e Irã, com 463 e 291 mortes, respectivamente.

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade