Clique e assine a partir de 9,90/mês

Executivo da Televisa, citada no caso Fifa, é assassinado 

Adolfo Lagos, vice-presidente do grupo de telecomunicações, foi baleado ao andar de bicicleta em estrada da Cidade do México

Por Da redação - Atualizado em 20 nov 2017, 14h52 - Publicado em 20 nov 2017, 14h50

O vice-presidente da emissora mexicana Televisa, Adolfo Lagos, foi assassinado neste domingo, na Cidade do México, por um grupo de pessoas armadas. A informação foi confirmada pelo perfil corporativo do grupo de telecomunicações no Twitter.

De acordo com um comunicado divulgado pela Procuradoria-Geral de Justiça do Estado do México, Lagos foi morto ao andar de bicicleta na rodovia Tulancingo-Pirámides. Segundo testemunhas, dois homens não identificados saíram de um matagal e abordaram o empresário de 69 anos, que estava acompanhado de uma escolta, para assaltá-lo. Ao ser baleado, Lagos foi socorrido pelo segurança, mas morreu em um hospital da cidade de Coacalco.

Lagos estava sob investigação após a Televisa e outras emissoras, como a Rede Globo, terem sido acusadas pelo argentino Alejandro Burzaco de pagamento de propina à Fifa para ter direitos de transmissão de partidas. Na última semana, Jorge Delhon, um advogado também envolvido no escândalo e suspeito de corrupção morreu na Argentina, após ter supostamente se jogado na frente de um trem.

Continua após a publicidade
Publicidade