Clique e assine a partir de 9,90/mês

Meninas estão entrando na puberdade mais cedo

Há 100 anos, a idade média da primeira menstruação era de 14,2 anos. Hoje é de 12.

Por Da Redação - 23 abr 2012, 10h07

As meninas estão entrando na puberdade mais cedo. Há 100 anos, a idade média da primeira menstruação era de 14,2 anos. Hoje é de 12. “No dia a dia dos consultórios, no entanto, é cada vez mais frequente a presença de garotas que passaram pela menarca aos 10 anos”, diz Maurício de Souza Lima, hebiatra do Hospital Sírio-Libanês. A queda na média de idade está relacionada sobretudo à melhora nas condições de saúde e da qualidade da alimentação registrada no último século. Atualmente, as causas são outras. A obesidade, também galopante entre os pequenos, contribui para a puberdade antes do previsto. Há ainda um aspecto comportamental, a exposição prematura das meninas a cenas de erotismo. “Hoje, o apelo à sexualidade é muito mais intenso do que era cinquenta anos atrás”, diz Ceres Araújo, psicóloga da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. A puberdade adiantada, segundo a psicóloga, está ligada a um modo de vida radicalmente diferente do adotado no passado. Meninas que crescem em lares sem o pai biológico têm duas vezes mais probabilidade de entrar na puberdade mais jovens do que aquelas que crescem com ambos os pais. Crianças que moram em ambientes conturbados também tendem a amadurecer antes da hora. A preocupação da medicina está no fato de que a menarca precoce pode estar associada a um risco maior de câncer de mama e de ovário.

Como a tendência de precocidade ainda é tímida, há um dilema: é preciso tratar? A literatura médica não considera doentes meninas que menstruam aos 10 anos. Alguns médicos, no entanto, optam por interromper o processo de maturação sexual com medicamento. “Observar a parte emocional das meninas é importante. Deve-se ver se a interrupção da puberdade vai impactar na autoestima ou se é melhor dar remédio porque ela não está madura o suficiente para lidar com isso”, diz Mariângela Medeiros, pediatra presidente do Departamento Científico de Adolescência da Sociedade Brasileira de Pediatria. A puberdade só é tida como precoce (um distúrbio que requer tratamento) quando a menarca ocorre antes dos 9 anos.

Publicidade