Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Publicidade

Notícias sobre Copom

Ata do Copom alerta para risco inflacionário do preço da energia e Bolsonaro diz que temos um sério problema pela frente
000_972862.jpg
Economia

BC vê ‘retomada robusta’ no segundo semestre com avanço da vacina

Por Larissa Quintino Atualizado em 11 Maio 2021, 17h23 - Publicado em 11 Maio 2021, 09h01
Na ata do Copom, que subiu para 3,50% ao ano as taxas de juros, a atividade econômica do início do ano tem 'surpreendido'
Presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto
Economia

Copom eleva Selic pela segunda vez seguida e taxa chega a 3,5% ao ano

Por Luisa Purchio Atualizado em 5 Maio 2021, 20h47 - Publicado em 5 Maio 2021, 18h38
Decisão vem em linha com mercado e último comunicado do Comitê, que apontou reajuste de 0,75 ponto percentual devido a continuidade da pressão inflacionária
REABERTURA DO COMÉRCIO EM SÃO PAULO-coronavirus-economia-multidao-covid-compras-corona-vendas-aglomeraçao
Economia

Para BC, queda na economia pela Covid deve ser ‘menos profunda’ em 2021

Por Larissa Quintino Atualizado em 23 mar 2021, 14h45 - Publicado em 23 mar 2021, 09h27
Ata do Copom fala que novos casos trazem incerteza, porém a recuperação deve ser rápida, a exemplo do que foi visto em 2020, com vacinação "mais abrangente"
Comitê elevou em 0,75 ponto porcentual os juros da economia para 2,75% e já prevê 4,5% até o fim do ano.
A depreciação do real, que refletia a percepção de agravamento dos riscos fiscais e de instabilidades no front político motivaram elevação para 2,75%
Garde projeta dólar a 5,5 reais até o fim do ano, com pessimismo por conta do colapso generalizado da pandemia
50378530743_12db3702d8_o.jpg
Economia

Copom eleva Selic pela primeira vez desde 2015 e taxa vai a 2,75% ao ano

Por Larissa Quintino, Luisa Purchio Atualizado em 17 mar 2021, 20h49 - Publicado em 17 mar 2021, 18h49
Mercado estimava alta na taxa básica de juros devido a aceleração dos preços e a lentidão nas reformas, o que pressiona o risco fiscal
Maioria dos investidores institucionais diz que Copom deveria elevar o juro em pelo menos 0,75 ponto ou até mais
Juros reais do Brasil mais negativos do que nos Estados Unidos causam uma anomalia na moeda, o real deprecia e afeta inflação ao produtor, diz economista
Publicidade