Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade
Imagem Blog

AL VINO

Por Marianne Piemonte
As novidades, tendências e delícias do mundo do vinho sem um gole de “enochatismo”. Marianne Piemonte é jornalista, sommelière e empresária do mercado de vinhos.
A campanha #comprevinhogaúcho conecta vinícolas do Sul a consumidores na intenção de reconstruir e manter os empregos de toda a cadeia vitivinícola
Esses encontros para degustar e conhecer bons rótulos representam uma das formas mais leves e divertidas de aprender sobre a cultura dessa bebida
Brasil tem hoje quase três vezes mais enólogas do que alguns dos mercados mais tradicionais do mundo, como a Itália
Coluna teve acesso com exclusividade aos resultados da nova edição do Guia Descorchados, que analisa as produções da América do Sul
Produzidos por uma família envolvida no negócio há 350 anos, eles foram feitos a pedido do filho do enólogo para cair no gosto do público jovem
Roteiro possibilita uma imersão ao mundo do premiadíssimo Franciacorta, espumante que é considerado o champanhe italiano
As madeiras brasileiras bastante usadas pela cachaçaria nacional começam a ingressar no mundo do vinho pelas mãos de um francês
Muita gente não sabe o que fazer diante do garçom ou sommelier na hora em que a garrafa escolhida chega à mesa para ser examinada
O Esther Rooftop, bem avaliado restaurante instalado no topo de um prédio icônico no centro de SP, oferece na sua carta apenas rótulos nacionais
Peixe que costuma ser estrela nas mesas de festa não vai bem apenas com os rótulos brancos
Publicidade
Empreendimento de luxo em Portugal possui também uma piscina em formato de um decanter
Complexo construído por 110 milhões de euros virou uma das grandes atrações da cidade do Porto, em Portugal
Até vinicultores de uma das regiões de produção mais tradicionais do mundo estão fazendo esse tipo de harmonização
Está de volta ao mercado o indonésio Rudy Kurniawan, que já ficou preso por sete anos por esse tipo de crime
Por aqui, reina no gosto de boa parte dos consumidores os rótulos frutados produzidos com uvas colhidas em regiões como Mendoza
Indústria do enoturismo tem como líder um país que fatura por ano 5 bilhões de euros com o negócio
Fáceis de beber e difíceis de pronunciar, os rótulos do país, principalmente, os brancos, começam ganhar espaço e popularidade no Brasil
Vários países enfrentam uma queda no consumo e o problema pode estar ligado aos rótulos mais baratos e de baixa qualidade
Era das temperaturas extremas mexe com o tabuleiro da geografia das regiões produtoras da bebida. Certamente alguns ajustes na bebida terão que ser feitos
Como o mercado vem se adaptando ao gosto da geração de novos consumidores que desejam brindar de forma mais saudável e sem peso na consciência
Publicidade
Continua após publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.