Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Neymar faz 4 gols… e é vaiado pela própria torcida

Torcedores do PSG queriam que brasileiro tivesse cedido cobrança de pênalti a Cavani. Treinador defendeu o camisa 10

Neymar teve sua melhor atuação pelo Paris Saint-Germain nesta quarta-feira, na goleada por 8 a 0 sobe o Dijon, mas, por mais surreal que isso possa parecer, foi vaiado por boa parte da torcida do próprio PSG e deixou o campo irritado. Mais uma vez, o motivo da discórdia foi uma cobrança de pênalti: o brasileiro pegou a bola e fez seu quarto gol na partida, válida pela 21ª rodada do Campeonato Francês, mas a torcida queria que o uruguaio Edinson Cavani batesse e se tornasse o maior artilheiro da história do PSG.

Veja também

A cena surpreendente aconteceu no fim da partida, quando o placar marcava 7 a 0. Cavani sofreu pênalti e, caso marcasse o seu segundo gol no jogo, ultrapassaria a marca de 156 gols do sueco Zlatan Ibrahimovic. Neymar, no entanto, pegou a bola, sem ser incomodado por Cavani e a torcida o repreendeu, com vaias, e gritando o nome do uruguaio. Neymar bateu bem e comemorou timidamente, cumprimentado pelo próprio Cavani e outros companheiros.

Ao deixar o gramado, Neymar pegou a bola do jogo (uma tradição para quem faz três ou mais gols) e não quis dar entrevista para a emissora de televisão. O jornalista ainda teve de correr para entregar-lhe o prêmio de melhor em campo, que o brasileiro logo repassou a um funcionário do PSG, antes de ir para o vestiário com semblante sério. Ele foi o único jogador a deixar o campo sem cumprimentar os torcedores. 

Veja também

Técnico defende Neymar

O técnico Unai Emery minimizou o episódio e deu total apoio a Neymar por sua atitude. “Nosso líder em campo é o Neymar. O time está melhor com ele e o clube fez um grande esforço para ter jogadores importantes como ele. Atletas como Neymar, Daniel Alves e Kylian Mbappé dão excelência à equipe.”

Tabela completa de jogos da Copa do Mundo 2018, com dias e horários

O treinador do Paris Saint-Germain lembrou ainda que Cavani terá outras oportunidades para alcançar a marca inédita. “Ele é o nosso artilheiro e o time o ajudou a alcançar essa estatística individual. O Neymar bateu o pênalti porque estava em uma noite inspirada. Estamos felizes e sei que haverá mais oportunidades para Cavani fazer os gols”.

O lateral Thomas Meunier também defendeu o brasileiro, mas disse que ele poderia ter cedido a cobrança ao uruguaio. “As vaias são uma pena e um pouco ingratas. Ele fez quatro gols e deu duas assistências. Cavani é da casa, já faz alguns anos que está aqui e sempre tem uma atitude correta com o clube e os torcedores, além de ser um excelente jogador. Ele é muito querido. Neymar poderia ter dado a bola, seria um gesto de fair play, mas no papel é Neymar quem deve bater os pênaltis e tem essa responsabilidade. Não tem polêmica a ser feita com isso, é normal o que aconteceu”, afirmou o jogador belga.

Meunier disse ainda que Neymar estava tranquilo no vestiário. “Ele estava sorridente. Ele teve uma atitude impulsiva e se sentiu magoado no momento. São coisas que acontecem. E por outro lado, ele tem razão, ele fez muito pela equipe hoje e os torcedores vaiaram, ele não assimilou tão bem. Eu acho que a maioria dos jogadores teria a mesma reação.”

Neymar comemora um de seus quatro gols contra Dijon, pelo Campeonato Francês, em Paris (Christophe Archambault/AFP)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Pedro Maciel

    Neymar bateu porque era a vez dele na combinação…teria se consagrado se tivesse dado a bola pro Cavani bater o penal…a emoção superou a razão…

    Curtir

  2. Osvaldo Oliveira

    Que torcida exigente essa do PSG, para ela não basta ser bom de bola,tem saber se relacionar com elegância.

    Curtir

  3. Brasileiro é lixo (sim eu tmb)

    Neymar é um bosta, assim como todo esse país

    Curtir

  4. Leonardo Felipe Oliveira

    Dijon, olha o adversário. Vai ser bonito a cara de tacho desse mimado, quando o Real Madrd meter sei lá quantos gols nesse time sem tradição. Craque é o Gabriel Jesus, que se destaca em campeonato competitivo, enfrenta clubes de verdade.

    Curtir

  5. Em terra de cego quem tem um olho é rei. Se ele deixasse irá ofuscar o ego dele, o assunto seria o recorde do Cavani. Humildade faz bem.

    Curtir

  6. Em terra de cego quem tem um olho é rei. Se ele deixasse iria ofuscar o ego dele, o assunto seria o recorde do Cavani. Humildade faz bem.

    Curtir