Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Ross Brawn: “Eu não disse que Schumacher está melhorando…”

Ex-chefe de Schumacher na Benetton e na Ferrari diz que suas declarações foram mal interpretadas, após visitar o ex-piloto

Por Da redação
Atualizado em 15 nov 2016, 19h05 - Publicado em 15 nov 2016, 16h03

No início de novembro, o ex-diretor técnico da Benetton e da Ferrari Ross Brawn animou os fãs de Michael Schumacher ao declarar que o alemão apresentava “sinais encorajadores” de melhora. Porém, o britânico disse que foi mal interpretado. Desde o acidente de Schumacher nos Alpes franceses, em dezembro de 2013, poucas notícias a respeito do real estado do heptacampeão alemão de F1 foram divulgadas. Brawn afirmou que é escolha da família tratar tudo com privacidade, e que suas palavras foram mal entendidas.

“Nós o visitamos e rezamos para que um dia ele se recupere. Minhas declarações foram colocadas como se eu tivesse dito que ele está melhorando, e não foi isso que eu realmente quis dizer. A família está tratando seu estado de saúde com privacidade e tenho de respeitar isso. Assim, não quero comentar sobre a condição de Michael, além de que temos esperanças de vê-lo, em algum momento no futuro, como o conhecemos”, afirmou em entrevista ao The Guardian.

Brawn trabalhou com Schumacher na Benetton e na Ferrari e tinha estreia relação com o piloto. Por isso, revelou que sofreu quando soube do acidente. “Foi muito chocante para nós e terrivelmente traumático para a família. Michael era forte e, durante sua carreira, só quebrou uma perna. A ironia pelo acidente acontecer durante uma vida tranquila, quando já havia se aposentado, é terrível.”

(Com Gazeta Press)

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.