Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Punido por racismo, Luis Suárez pede desculpas

Atacante uruguaio prometeu que não usará mais palavras preconceituosas dentro de campo

Por Da Redação 5 jan 2012, 08h43

Na derrota do Liverpool para o Manchester City, na última terça-feira, o atacante Luis Suárez teve sua primeira partida de suspensão, graças à punição por chamado o lateral esquerdo Patrice Evra, do Manchester United, de negro. Embora tenha decidido não apelar contra a decisão, o uruguaio voltou a tentar se defender e, desta vez, pediu desculpas pelo fato ocorrido em outubro.

“Admiti para a comissão que disse a palavra em espanhol uma, e apenas uma, vez. Disse aos membros do painel que não vou usar mais esta palavra nos gramados ingleses”, afirmou. “Nunca, jamais, usei esta palavra em um sentido depreciativo e se isso ofendeu alguém, gostaria de me desculpar”, completou o jogador, sem realizar o pedido diretamente ao jogador francês. Durante a partida entre Manchester United e Liverpool, em outubro, Luis Suárez foi acusado de usar termos preconceituosos com Patrice Evra. Após meses de investigação, a Federação Inglesa decidiu puni-lo com suspensão de oito jogos, além de multa de 40.000 libras (quase 115.000 reais), graças a um dossiê de 115 páginas, que revela o teor da discussão no gramado. Segundo o relatório, após um carrinho de Suárez, Evra se levantou e perguntou por que ele o atingiu daquela forma. Na resposta, o sul-americano dispara: “Porque você é negro”. Na sequência, o uruguaio chegaria a provocar afirmando que “não falava com negros”. Apesar de apoiar seu jogador, o Liverpool também decidiu não apelar quanto à decisão. (Com agência Gazeta Press)

Publicidade