Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Nadal e Murray vencem e avançam em Roland Garros

Espanhol e britânico garantem vaga nas oitavas de final do torneio

O espanhol Rafael Nadal e o britânico Andy Murray confirmaram favoritismo e garantiram vaga neste sábado nas oitavas de final de Roland Garros. O primeiro deles festejou a sua primeira vitória tranquila nesta edição do Grand Slam francês, enquanto o segundo precisou superar uma torção de tornozelo para avançar à próxima fase.

Em busca do seu sexto título em Paris, Nadal arrasou o croata Antonio Veic por 3 sets a 0, e agora espera pela definição do seu próximo rival, que sairá do confronto entre o seu compatriota Fernando Verdasco e o croata Ivan Ljubicic, também programado para este sábado.

Murray bateu o alemão Michael Berrer também por 3 sets a 0, e fez valer com experiência a sua condição de quarto cabeça de chave, pois torceu o tornozelo no segundo set, precisou ser atendido em quadra e, mesmo com sua movimentação prejudicada a partir daquele momento, encaminhou a sua vitória sem maiores problemas.

Agora, por um lugar nas quartas de final, o britânico irá enfrentar o sérvio Viktor Troicki, que bateu o ucraniano Alexandr Dolgopolov neste sábado.

Favoritismo – Cabeça de chave número 1 de Roland Garros, Nadal impôs o seu favoritismo com autoridade neste sábado, depois de ter precisado de cinco sets para superar John Isner na estreia e sofrido mais do que esperava na segunda rodada diante do seu compatriota Pablo Andujar.

Com 73% de aproveitamento no primeiro saque, ele pressionou o seu rival o tempo todo e aproveitou nada menos do que nove das dez chances que teve de quebrar o saque de Veic, que veio do torneio qualificatório e surpreendeu na segunda rodada ao eliminar o russo Nikolay Davydenko. O croata chegou a converter dois de cinco break points cedidos por Nadal, mas em nenhum momento ameaçou o domínio do espanhol.

Já Murray viu a sua tarefa ficar um pouco mais complicada neste sábado depois de torcer o pé quando vencia o segundo set por 2/1. Porém, depois de ter o local lesionado enfaixado, encaminhou a sua vitória mesmo mancando em quadra.

Com 77% de aproveitamentos dos pontos que disputou com o seu primeiro serviço e sete aces contabilizados, o britânico esteve firme no fundo de quadra, com 34 winners, e aproveitou seis das 20 chances que teve de quebrar o saque do adversário, que só converteu um dos dois break points cedidos por Murray.

(Com Agência Estado)