Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Mancini mantém time e aposta em ‘marcação ofensiva’ para Série A

Por Da Redação - 23 maio 2012, 15h47

O técnico Vagner Mancini inicia a disputa de seu quarto Campeonato Brasileiro da Série A no próximo domingo, às 16 horas (de Brasília), diante do Santos. O time do Sport já abriu a competição com um empate por 1 a 1 diante do Flamengo, na Ilha do Retiro, e vem treinando forte desde segunda-feira visando à segunda rodada, quando o novo comandante finalmente estará à beira do gramado.

De olho neste compromisso contra um ex-clube (Mancini dirigiu o Santos em 2009, na campanha do vice-campeonato paulista), o treinador comandou seu segundo treino coletivo, no CT José Médicis, em Paulista, e manteve a formação da primeira atividade em que teve à disposição todo o grupo.

A equipe treinou com a seguinte escalação, tendo Marquinhos Paraná no lugar de Naldinho no meio e Tobi como primeiro volante, desfazendo a formação 3-5-2: Magrão; Moacir, Bruno Aguiar, Edcarlos e Rivaldo; Tobi, Marquinhos Paraná, Rithelly e Thiaguinho; Marquinhos Gabriel e Felipe Azevedo.

A principal novidade, no entanto, está na postura do Leão da Ilha, que terá seus jogadores de frente marcando a saída de bola do adversário, estilo de trabalho cultivado por Mancini desde o início da carreira, em meados de 2005. A mudança de esquema tático e de mentalidade agrada ao treinador, que tenta se livrar do estigma de ‘eterno candidato ao rebaixamento’. Nos Brasileirões que disputou, Mancini foi rebaixado com Guarani e Ceará e ficou no quase com o Cruzeiro, ano passad

Publicidade

‘Na Série A teremos dificuldades muito grandes, muito maiores do que no Estadual e, por isso, precisamos encontrar outras formas de jogar. Esse esquema de marcação ofensiva é uma tentativa, não significa que não pode mudar. É um trabalho a médio prazo e tenho certeza que vai render bons resultados’, pontuou o treinador do Sport.

Publicidade