Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bolsa-Atleta será estendido a atletas consagrados

Por Nathália Garcia

São Paulo – O ministério do Esporte anunciou nesta segunda-feira a ampliação do programa Bolsa-Atleta, que passa a ser estendido aos principais competidores do esporte nacional, mesmo que estes já possuam patrocinadores. A revelação da novidade foi feita em um evento nesta segunda-feira em São Paulo, que contou com a participação do ministro Aldo Rebelo.

Até agora, atletas renomados, como Maurren Maggi, Diego Hypólito e Fabiana Murer, nem se candidatavam a receber a Bolsa-Atleta porque a lei não permitia que apoio fosse dado a atletas que têm contrato ou patrocínio. “Não colocamos nenhum limite, a bolsa está ligada ao resultado”, disse Ricardo Leyser, secretário nacional de Esporte de Alto Rendimento.

O Atleta Pódio contemplará atletas de elite com condições de disputar títulos e esportistas que estejam nas primeiras 20 posições do ranking mundial em modalidades individuais que fazem dos programas olímpico e paraolímpico.

A decisão aumenta em 33,3% o número de contemplados pelo programa Bolsa-Atleta. Com isso, os recursos também aumentaram. Em 2012, serão destinados R$ 60 milhões para atender aos 4.243 bolsistas dos esportes olímpicos e paraolímpicos. Em 2011, esse valor foi de R$ 44 milhões para 3.182 atletas.

“A bolsa tem significado imaterial muito importante, não se trata apenas de uma ajuda em dinheiro, é um gesto de reconhecimento da sociedade ao esforço, à disciplina, persistência e à superação do atleta”, disse Aldo Rebelo, ministro do Esporte. “A bolsa é fundamental para que eu esteja no nível que estou no esporte”, disse o atirador Felipe Wu.