Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Uber, app de “carona”, chega à cidade de São Paulo

Desde maio, o aplicativo americano já estava em funcionamento no Rio

(Atualizada às 13h53)

O aplicativo Uber, que coloca em contato usuários e motoristas interessados em uma “carona”, chegou à cidade de São Paulo. Desde maio, o serviço, que nasceu em São Francisco e está presente em 38 países, é oferecido no Rio de Janeiro. A corrida “número zero” na capital paulista foi solicitada na noite dessa quinta-feira pela modelo brasileira Alessandra Ambrósio, nos Jardins, Zona Sul, com destino ao Consulado Britânico, em Pinheiros.

Leia também:

Carona 2.0: será que pega no Brasil?

A companhia não divulga o número de colaboradores na cidade. Para oferecer as “caronas”, os parceiros precisam comprovar experiência anterior na profissão de motorista profissional, ser dono de um veículo dos modelos pré-estabelecidos e possuir seguro para uso comercial do carro. Cada colaborador é remunerado com 80% do valor pago pela corrida. O Uber, por sua vez, fica com 20% da taxa.

Na cidade de São Paulo, a corrida começa – o equivalente à bandeirada do táxi – em 5 reais. Também são cobradas outras duas taxas: 40 centavos de real por minuto e 2,42 reais por quilômetro rodado. Segundo o Uber, o custo mínimo de uma corrida é de 10 reais.