Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Como foi a apuração do 2º turno das eleições 2020 pelo Brasil

Eleitores voltaram às urnas em 57 cidades brasileiras. Com avanço em capitais, como SP e Rio, centro mostra força para eleição presidencial de 2022

Por Redação Atualizado em 29 nov 2020, 21h17 - Publicado em 29 nov 2020, 16h50

Duas semanas após o primeiro turno das eleições municipais de 2020, eleitores de 57 cidades brasileiras com mais de 200.000 pessoas aptas a votar voltaram às urnas neste domingo, 29, para o segundo turno.

Entre as capitais, dezoito tiveram os prefeitos eleitos hoje: Aracaju, Belém, Boa Vista, Cuiabá, Fortaleza, Goiânia, João Pessoa, Maceió, Manaus, Porto Alegre, Porto Velho, Recife, Rio Branco, Rio de Janeiro, São Luís, São Paulo, Teresina e Vitória. Com vitórias em treze das dezesseis capitais estaduais, contando primeiro e segundo turnos, MDB, PSDB e DEM ganharam musculatura para 2022, enquanto PT não venceu em nenhuma delas pela primeira vez.

Devido à crise no abastecimento de energia, o primeiro turno em Macapá foi adiado para o dia 6 de dezembro e o segundo turno, se houver, está marcado para 20 de dezembro.

Veja abaixo como foi a apuração e os resultados do segundo turno:

 

Continua após a publicidade

20h39 – Assista à íntegra da live de VEJA com comentários sobre os resultados do segundo turno

 

Continua após a publicidade

20h35 – Dez dos treze prefeitos que disputaram eleições foram reeleitos

Dos treze prefeitos que tentaram a reeleição em 2020, só Marcelo Crivella (Republicanos), no Rio de Janeiro, Nelson Marchezan Júnior (PSDB), em Porto Alegre, e Socorro Neri (PSB), em Rio Branco, não foram reeleitos.

Os demais que disputaram um novo mandato e venceram foram Gean Loureiro (DEM), em Florianópolis; Rafael Greca (DEM), em Curitiba; Alexandre Kalil (PSD), em Belo Horizonte; Bruno Covas (PSDB), em São Paulo; Marquinhos Trad (PSD), em Campo Grande; Emanuel Pinheiro (MDB), em Goiânia; Hildon Chaves (PSDB), em Porto Velho; Cinthia Ribeiro (PSDB), em Palmas. Edvaldo Nogueira (PDT), em Aracaju; e Alvaro Dias (PSDB), em Natal.

 

Continua após a publicidade

20h34 – MDB, DEM e PSDB ganham metade das capitais e consolidam a força do centro

Somadas, as três legendas ficam com treze das 26 sedes de estado onde há prefeituras; PT fica sem prefeito pela primeira vez na sua história

Os prefeitos eleitos de Porto Alegre, Rio de Janeiro e São Paulo

 

Continua após a publicidade

20h27 – Análise: atraso de salários, pandemia, escolas: os enroscos de Paes na prefeitura

Eleitor do Rio de Janeiro deixou muito claro que anseia por mudanças, já que o prefeito eleito ganhou em todas as zonas eleitorais da cidade

 

Continua após a publicidade

20h26 – Coluna Maquiavel: Fernando Haddad: de 47 milhões de votos a estrela apagada do PT

Derrotado por Bolsonaro no segundo turno da eleição de 2018, ex-prefeito paulistano não conseguiu usar o capital político que obteve para influenciar no pleito municipal.

 

Continua após a publicidade

20h22 – Tião Bocalom (PP) é eleito prefeito de Rio Branco

O prefeito eleito de Rio Branco, Tião Bocalom (PP)

Em Rio Branco, que terminou a votação às 19h do horário de Brasília, em função do fuso horário, Tião Bocalom (PP) foi eleito neste segundo turno. Com 100% das urnas apuradas, ele recebeu 62,93% dos votos (104.746 no total) e superou a candidata do PSB, Socorro Neri, que teve 37,07% (61.702 votos no total).

 

Continua após a publicidade

20h17 – No segundo maior colégio eleitoral do RJ, bolsonarista venceu petista

Segundo maior colégio eleitoral do estado do Rio, São Gonçalo elegeu como prefeito o candidato Capitão Nelson (Avante), que, na reta final da campanha, ganhou até vídeo de apoio do presidente Jair Bolsonaro. A disputa foi acirrada, e o bolsonarista venceu com  50,79% dos votos válidos contra  49,21% de Dimas Gadelha, do PT, que havia passado para o segundo turno na primeira colocação, mas sofreu a virada.

 

Continua após a publicidade

20h13 – Análise: de mau gestor a casos de corrupção: os pecados de Crivella no Rio

Promessas não cumpridas, denúncias de irregularidades, alto índice rejeição e sucessão de tropeços na campanha resultaram no fracasso do atual prefeito

 

Continua após a publicidade

19h48 – Sub judice, filho de Garotinho vence votação em Campos (RJ)

Filho do ex-governador do Rio Anthony Garotinho, o deputado federal Wladimir Garotinho (PSD) recebeu a maioria dos votos no segundo turno em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense. Mas, como a candidatura dele está sub judice, a vitória só vai ser confirmada após decisão da Justiça Eleitoral sobre o registro. Wladimir obteve 121.174 votos (52,40%) contra 110.094 votos (47,60%) de Caio Vianna (PDT).

 

Continua após a publicidade

19h39 – Arthur Henrique (MDB) é eleito prefeito de Boa Vista 

O prefeito eleito de Boa Vista, Arthur Henrique (MDB)

Atual vice-prefeito de Boa Vista, Arthur Henrique (MDB) venceu o pleito deste domingo e assumirá a prefeitura da capital de Roraima a partir de janeiro. O emedebista venceu Otaci (Solidariedade), por 85,36% a 14,64% dos votos, uma diferença de mais de 90.000 votos.

 

Continua após a publicidade

19h25 – JHC (PSB) é eleito prefeito de Maceió

O prefeito eleito de Maceió, JHC (PSB)

O deputado federal JHC (PSB) venceu a eleição em Maceió e será o prefeito da capital alagoana até 2024. Com 100% das urnas apuradas, o pessebista recebeu 58,64% dos votos, 222.147 no total, contra 41,36% de Alfredo Gaspar (MDB), 156.704 no total. 

 

Continua após a publicidade

19h22 – Análise: Esquerda acumula derrotas no 2º turno e PT fica sem prefeitos em capitais

Pela primeira vez na história, partido do ex-presidente Lula não governará nenhuma capital. Esperanças petistas, o ex-prefeito João Coser, em Vitória, e a deputada federal Marília Arraes, em Recife, foram derrotados.

 

Continua após a publicidade

19h19 – “Foi um ‘não’ contuntende” a Crivella, diz Paes 

Em pronunciamento após a confirmação de sua vitória, o prefeito eleito do Rio, Eduardo Paes (DEM) disse que agora os eleitores estão livres para confirmar a capital fluminense “como a cidade da diversidade” e “que abraça a todos”.

“O Rio vai voltar a dar certo”, disse ele, ao lado do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Paes lembrou que recebeu o apoio de diversas forças políticas para impor uma derrota ao atual prefeito Marcelo Crivella. “Foi um não contundente a esse governo reacionário que governou o Rio nos último 4 anos”.

 

Continua após a publicidade

19h16 – Emanuel Pinheiro (MDB) é reeleito prefeito de Cuiabá

Emanuel Pinheiro (MBD), prefeito de Cuiabá

O atual prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), foi reeleito para mais quatro anos no cargo. Pinheiro recebeu 51,15% dos votos, 135.871 no total, e venceu o vereador Abílo (Podemos), que teve uma votação de 48,85%, 129.777 no total. 

 

Continua após a publicidade

19h10 – José Sarto (PDT) é eleito prefeito de Fortaleza 

O prefeito eleito de Fortaleza, José Sarto (à esquerda)

O deputado estadual José Sarto (PDT) venceu a disputa pela prefeitura de Fortaleza. Com 100% das urnas apuradas, Sarto teve 51,69% (655.538 no total), e bateu o deputado federal Capitão Wagner (Pros), que recebeu 48,31% (624.892 no total). Presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, o pedetista foi apoiado pelo atual prefeito da capital do estado, Roberto Cláudio, o governador cearense, Camilo Santana (PT), e os irmãos Ciro e Cid Gomes. Derrotado, Wagner tinha como apoiador o presidente Jair Bolsonaro.

 

Continua após a publicidade

19h02 – David Almeida (Avante) é eleito prefeito de Manaus

O prefeito eleito de Manaus, David Almeida (Avante)

Com 100% das urnas apuradas, David Almeida (Avante) foi eleito prefeito de Manaus. Ele recebeu 51,27% dos votos válidos contra 48,73% do ex-prefeito Amazonino Mendes (Podemos). Almeida havia passado para o segundo turno na segunda colocação e conseguiu a virada.

 

Continua após a publicidade

18h59 – Bruno Covas (PSDB) é eleito prefeito de São Paulo

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB)

Bruno Covas (PSDB) venceu a eleição municipal em São Paulo e continuará como prefeito da maior cidade do país até 2024. Com 100% das urnas apuradas, o tucano recebeu 59,38% (3.169.121 votos) e ficou à frente de Guilherme Boulos (PSOL), com 40,62% (2.168.109 votos).

 

Continua após a publicidade

18h52 – Sebastião Melo (MDB) é eleito prefeito de Porto Alegre

O prefeito eleito de Porto Alegre, Sebastião Melo (MDB)

Sebastião Melo (MDB) foi eleito prefeito de Porto Alegre. Com 100% das urnas apuradas na capital gaúcha, Melo recebeu 54,63% dos votos, 370.550 no total, e venceu Manuela D’Ávila (PCdoB), com 45,37%, 307.745 no total. O emedebista havia sido vice-prefeito de Porto Alegre na gestão do ex-prefeito José Fortunati (2013-2017).

 

Continua após a publicidade

18h46 – João Campos (PSB) é eleito prefeito de Recife 

O prefeito eleito de Recife, João Campos (PSB)

Com 27 anos, João Campos (PSB) foi eleito o prefeito mais jovem de uma capital na história do país e governará Recife pelos próximos quatro anos. Com 56,27% dos votos (447.913 no total), ele superou a adversária e prima, Marília Arraes (PT), que teve 43,73% (348.126 no total). 

 

Continua após a publicidade

18h45 – Maguito Vilela (MDB) é eleito prefeito de Goiânia 

O prefeito eleito de Goiânia, Maguito Vilela (MDB)

Maguito Vilela (MDB) foi eleito prefeito de Goiânia. O emedebista recebeu com 52,60% dos votos válidos. Seu adversário no segundo turno, Vanderlan Cardoso (PSD), teve 47,4%. Maguito Vilela não fez campanha no segundo turno porque está há mais de um mês internado por causa da Covid-19. Ele segue na UTI, sedado, entubado e submetido a hemodiálise.

 

Continua após a publicidade

18h44 – Eduardo Paes (DEM) é eleito prefeito do Rio de Janeiro

Paes segue liderando a disputa pela Prefeitura do Rio

Depois de quatro anos, Eduardo Paes (DEM) voltará a ser prefeito do Rio de Janeiro em 2021. Com 100% das urnas apuradas na capital fluminense, o candidato do DEM recebeu 1.629.319 votos (64,07%) e bateu o atual prefeito carioca, Marcelo Crivella (Republicanos), com 913.700 votos (35,93%).

 

Continua após a publicidade

18h42 – Hildon Chaves (PSDB) é reeleito prefeito de Porto Velho

O prefeito reeleito de Porto Velho, Hildon Chaves (PSDB)

O prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves (PSDB), foi reeleito neste domingo. Com 100% das urnas apuradas, Chaves recebeu 54,45% dos votos, 109.992 votos no total, e venceu Cristiane Lopes (PP), com 45,55%, 92.015 no total.

 

Continua após a publicidade

18h27 – Dr. Pessoa (MDB) é eleito prefeito de Teresina 

O prefeito eleito de Teresina, Dr. Pessoa (MDB)

Dr. Pessoa, do MDB, venceu a eleição em Teresina e será o prefeito da capital piauiense pelos próximos quatro anos. Com 100% das urnas apuradas, o emedebista recebeu 62,31% dos votos (236.339 no total) e bateu Kleber Montezuma (PSDB), que teve 37,69% (142.941 no total).

 

Continua após a publicidade

18h22 –  Eduardo Braide (Podemos) é eleito prefeito de São Luís 

O prefeito eleito de São Luís, Eduardo Braide (Podemos)

O deputado federal Eduardo Braide (Podemos) foi eleito prefeito de São Luís. Em uma derrota para o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), Braide recebeu 55,53% dos votos, 270.557 no total, contra 44,47% de Duarte (Republicanos), 216.665 no total. 

 

Continua após a publicidade

18h12 – Edvaldo Nogueira (PDT) é reeleito prefeito de Aracaju 

O prefeito eleito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PDT)

Edvaldo Nogueira (PDT) foi reeleito prefeito de Aracaju. Com 100% das urnas apuradas, a vitória do pedetista foi confirmada com 57,86%, 150.823 votos no total, contra 42,14% de Delegada Danielle (Cidadania), 109.864 votos no total. 

 

Continua após a publicidade

18h08 – Cícero Lucena (PP) é eleito prefeito de João Pessoa

O prefeito eleito de João Pessoa, Cícero Lucena (PP)

Cícero Lucena (PP) foi eleito prefeito de João Pessoa neste domingo. Com 100% das urnas apuradas, Lucena recebeu 53,16% dos votos, 185.055 no total, e venceu Nilvan Ferreira (MDB), com 46,84%, 163.030 votos no total. 

 

Continua após a publicidade

18h03 – Bruno Covas à frente em SP

Com pouco mais de um terço das urnas apuradas em São Paulo, 35,46%, o atual prefeito, Bruno Covas (PSDB), tem 60,23% dos votos até agora, 1.129.925 no total, contra 39,77% de Guilherme Boulos (PSOL), 746.066 do total.

 

Continua após a publicidade

17h54 – Delegado Pazolini (Republicanos) é eleito prefeito de Vitória

O prefeito eleito de Vitória, Delegado Pazolini (Republicanos)

Com 100% das urnas apuradas,  o deputado estadual Lorenzo Pazolini (Republicanos) foi eleito prefeito de Vitória, derrotando o candidato do PT, João Coser. Delegado Pazolini tem 58,50% dos votos válidos contra 41,50% do adversário. Vitória era uma das duas capitais em que o PT ainda concorria. A outra é Recife, com Marília Arraes.

 

Continua após a publicidade

17h42 – Edmilson Rodrigues (PSOL) é eleito prefeito de Belém

O prefeito eleito de Belém, Edmilson Rodrigues (PSOL)

O deputado federal Edmilson Rodrigues (PSOL) foi eleito prefeito de Belém. Com 100% das urnas apuradas, Rodrigues teve 51,76% dos votos, 390.723 no total, contra 48,24% do Delegado Federal Eguchi (Patriota), 364.095 votos no total. 

Rodrigues, que foi prefeito de Belém por dois mandatos (1997 – 2004), formou uma frente de partidos de esquerda para conseguiu retornar ao cargo. Apoiaram a eleição do candidato do PSOL os partidos PT, Rede, PCdoB, PDT e UP. Já Eguchi contava com o apoio do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para disputar o segundo turno.

 

Continua após a publicidade

17h35 – A eleição em São Paulo, com disputa entre o prefeito Bruno Covas (PSDB) e Guilherme Boulos (PSOL) no segundo turno, teve 35,5% de abstenção, segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SP).

 

Continua após a publicidade

17h23 – Candidato do PSOL à frente em Belém

Cerca de 20 minutos após o fim da votação, Belém é a capital cuja apuração está mais adiantada, com 92,86% das urnas apuradas: o candidato do PSOL, Edmilson Rodrigues, tem 51,55% dos votos até agora, contra 48,45% do Delegado Federal Eguchi (Patriota). A diferença entre ambos é de pouco mais de 21.597 votos no momento.

 

Continua após a publicidade

17h10 – Radar: A última esperança de Boulos

Candidato do PSOL na disputa pela prefeitura de São Paulo, Guilherme Boulos conversou longamente com o deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ) por telefone na tarde de ontem. Ambos concor daram sobre qual é a variável que pode levar o candidato do Psol à vitória em São Paulo. Leia aqui.

 

Continua após a publicidade

17h00 – Votação encerrada na maior parte do país

 

Continua após a publicidade

16h59 – Ibope não fará boca de urna

Ao contrário do primeiro turno, o Ibope não fará pesquisas de boca de urna no segundo turno das eleições municipais. A assessoria de imprensa do instituto de pesquisas diz não haver um motivo específico para a decisão.

 

Continua após a publicidade

16h50 – VEJA terá live durante apuração, a partir de 18h30

Enquanto os números da apuração dos votos nas cidades forem sendo divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral, VEJA transmitirá em seu canal no YouTube e em suas páginas nas redes sociais uma live com análises dos resultados, a partir das 18h30. Entre os comentaristas estarão o editor José Benedito da Silva, os colunistas Matheus Leitão, Ricardo Noblat, Dora Kramer e Ricardo Rangel e o diretor do instituto Paraná Pesquisas, Murilo Hidalgo.

 

Continua após a publicidade

16h50 – Radar: A que horas o Brasil deverá conhecer os novos prefeitos eleitos

 

Continua após a publicidade

16h50 – Em sete capitais, campanha líder gasta menos que a concorrente

Eleição mostra que, em muitas cidades, a popularidade vale mais que o volume de dinheiro investido no pleito. Em pelo menos sete das 18 capitais onde há disputa pelo segundo turno neste domingo, 29, os líderes nas pesquisas para prefeito receberam um montante de recursos em doações inferior ao do segundo colocado

 

Continua após a publicidade

16h50 – Segundo turno tem disputa acirrada em cinco capitais e favoritos em treze

O segundo turno das eleições municipais chega ao dia da votação neste domingo, 29, com disputas bastante apertadas em cinco capitais – onde não há diferença entre os contendores ou ela está dentro da margem de erro, segundo levantamentos feitos pelo Ibope – e favoritos bastante claros em outras treze – em alguns casos, virtualmente eleitos.

 

Continua após a publicidade

16h50 – Coluna Maquiavel: 583 urnas eletrônicas foram substituídas, diz TSE

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou que, até as 15h35 deste domingo 29, 583 urnas tiveram de ser trocadas, o que representa 0,40% de todos os dispositivos de votação. A maior parte das reposições ocorreu em São Paulo (175), seguido do Rio de Janeiro (165) e do Ceará (52).

Continua após a publicidade
Publicidade