Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Edifício na China tem o elevador mais rápido do mundo

Os elevadores alcançam a velocidade de 70 km/h. Na Arábia Saudita, o desafio é criar um equipamento que ultrapasse os 660 metros de altura

Por Da redação
Atualizado em 11 out 2016, 18h47 - Publicado em 10 out 2016, 21h21

O segundo edifício mais alto do mundo não detém o recorde de altura, mas garantiu uma marca impressionante: o Shanghai Tower, na China, conta com o elevador mais rápido do planeta. O elevador do arranha-céu de 632 metros de altura se locomove a incríveis 20,5 metros por segundo, ou seja, pouco mais de 70 km/h.

LEIA MAIS:
Arábia Saudita terá maior arranha-céu do mundo: 1 km de altura
Londres vai ganhar a primeira ‘piscina-ponte’ do mundo

Se participasse de uma corrida, o elevador do Shanghai Tower seria seguido de perto pelo elevador do edifício CTF, na cidade de Guangzhou, com 530 metros de altura. A uma velocidade de 20 metros por segundo, o elevador vai do térreo ao 95º andar em apenas 45 segundos.

No CTF, os passageiros podem acompanhar a velocidade em um painel dentro do elevador, que conta com um sistema de ajuste de pressão de ar de alta tecnologia que evita o desconforto da brusca diferença de altitude e da força da gravidade, segundo a rede CNN.

Continua após a publicidade

Recorde de altura

O edifício Jeddah Tower, na Arábia Saudita, será o arranha-céu mais alto do planeta quando estiver finalmente pronto, em 2019. Por enquanto, os engenheiros se debruçam sobre o projeto em busca de um elevador eficiente para escalar os 1.000 metros de altura previstos para a torre.

O desafio é criar um equipamento com cabos suficientemente fortes para elevar os passageiros a uma altura superior aos 660 metros em uma única viagem. A fabricante finlandesa Kone está desenvolvendo um cabo de fibra de carbono capaz de quebrar esse recorde. Com um terço do peso dos cabos tradicionais, o ‘ultracabo’ permitirá que o visitante chegue aos últimos andares ‘habitáveis’ do prédio em apenas 52 segundo, diz a fabricante.

Segundo a rede americana CNN, os elevadorers do Jeddah Tower dificilmente serão mais rápidos do que os do Shanghai Tower. “Acredito que a velocidade máxima de uma cabine de elevador não pode ser maior do que 19 pés por segundo [24 metros por segundo], por causa da pressão do ar”, disse à CNN o engenheiro Albert So. De acordo com o especialista, se um elevador viajar mais rápido do que 24 metros por segundo, os passageiros não terão tempo suficiente para se acostumar à pressão do ar no topo do edifício – isso só seria possível se todo o edifício será pressurizado, como uma cabine de avião.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.