Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Para EUA, Odebrecht praticou ‘maior caso de suborno da história’

Grupo empresarial fechou acordo de leniência com autoridades americanas e concordou em pagar 3,5 bilhões de dólares

No documento em que detalha o acordo de leniência fechado com a Odebrecht e a Braskem, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos afirma que o esquema praticado pelas duas empresas brasileiras foi “o maior caso de suborno internacional da história”.

“Odebrecht e Braskem usaram uma unidade secreta, porém totalmente operacional da Odebrecht – um ‘Departamento da Propina’, por assim dizer –, que sistematicamente pagou centenas de milhões de dólares para agentes governamentais corruptos em países de três continentes”, disse a procuradora Sung-Hee Suh.

Segundo as autoridades americanas, as admissões do acordo de leniência indicam que a Odebrecht esteve envolvida em um “sólido e incomparável esquema de suborno e fraude por mais de uma década”.

No acordo, Odebrecht e Braskem admitiram o pagamento, entre 2001 e 2016, de 1 bilhão de dólares em propinas em doze países: Angola, Argentina, Brasil, Colômbia, República Dominicana, Equador, Guatemala, México, Moçambique, Panamá, Peru e Venezuela. As companhias concordaram em pagar 3,5 bilhões de dólares para se livrar das ações judiciais.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Rodrigo Araújo

    O RA Odebrecht, o amigão de marcelinho, bem que podia comentar essa notícia. Afinal, ele não é o rábula dos rábulas? O mestre em meta-direto nacional, internacional, planetário e intergalático?

    Curtir

  2. Complexo de vira-lata

    Assim bateu no peito o promotor do Lava Jato ao anunciar que a Odebrecht e Braskem vão devolver cerca de dois bilhões de dólares. Parte vai parar na Suiça para compensar o fato deles terem depositado dinheiro sujo.

    A operação queimou 100 bilhões de dólares de valor da Petrobras. O Brasil encolheu 10% em dois anos. O desemprego atingiu a casa da dezenas de milhões. O país foi transformado em um faroeste.

    Os ladrões foram perdoados, sendo que o patriarca e os 71 ladrões não serão sequer presos! O príncipe Marcelo sai em 2017.

    Resumo: O Brasil pagou para ser roubado e paga um valor ainda maior para “pegar os bandidos”.

    O brasileiro ficou como um cachorro que cai do caminhão de mudança.

    Não fosse os vira-latas, o Brasil poderia ter copiado o modelo dos USA. As empresas teriam sofrido intervenção no começo da operação. Os bandidos teriam sido presos e o fruto do roubo retornado aos cofres públicos. A Petrobras não teria falido e o Brasil teria crescido.

    Nos EUA reality show é apenas um programa de TV,

    Curtir

  3. Uma vergonha. Essa empresa é uma vergonha. O pior é que eles supostamente estão devolvendo o que pagaram de proprina e o que super faturaram? Foram bilhões. E aí? Esses acordos de leniência são uma vergonha. Esse MP esta nos decepcionando.

    Curtir

  4. E o Lula, o grande presidente que veio dá classe trabalhadora, foi o grande patrocinador dessa imensa vergonha brasileira perante o mundo. Nada fez para evitar e se aproveitou do esquema pra resolver seus problemas e de sua família. Ficaram ricos. Lula, lixo da história.

    Curtir

  5. Carlos Augusto Almeida

    Como diria um molusco degenerado, “nunca antes na história da humanidade”… um político corrupto engendrou um sistema de governo tão nefasto para a incauta população que elege falsos mitos: a propinocracia. Essa aberração entrou para lista dos piores feitos de um degenerado, com destaque especial. O pior e maior legado é a conta impagável do prejuízo.

    Curtir

  6. Jorge Dias da Silva

    PODE PROTESTAR: No período do governo MILITAR, o Brasil cresceu pouco, certo?. No governo “DEMOCRÁTICO”??? das diretas já, o Brasil DECRESCEU ENORMEMENTE, tudo por conta dos ladrões “democráticos” ao ponto de os EUA declararem: O MAIOR CASO DE SUBORNO INTERNACIONAL DA HISTÓRIA. Intervenção militar URGENTE.

    Curtir