Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Delegado quer ouvir Adriano e mulher baleada hoje

Por Da Redação
24 dez 2011, 13h13

Por Felipe Werneck

Rio – O delegado de plantão da 16ª Delegacia de Polícia, na Barra da Tijuca, Carlos Cesar Santos, disse há pouco que pretende ouvir ainda hoje o atacante do Corinthians Adriano, acusado de ter baleado acidentalmente Adriene Cyrilo Pinto, de 20 anos.

Santos acaba de seguir para o Hospital Barra D’Or, onde pretende ouvir o depoimento de Adriene, que sofreu fratura exposta na mão esquerda.

Mais cedo, a jovem disse à Polícia Militar que Adriano seria o autor do disparo, feito acidentalmente dentro do carro do jogador, quando saíam de uma boate, na Barra da Tijuca, no início da manhã.

Outras três mulheres, que também estavam no carro, já foram ouvidas pela polícia. Duas disseram que a vítima foi a própria autora do disparo e a outra contou que Adriano teria manuseado a arma, mas não soube precisar quem fez o disparo.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.