Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

CPI barra acesso a dados da Casa Civil

Por Jadyr Pavão
1 abr 2008, 18h40

A maioria aliada da CPMI dos Cartões Corporativos conseguiu derrubar, por 11 votos a sete, requerimento da oposição que pedia que a Casa Civil informasse detalhes sobre o uso dos cartões por integrantes do governo – o que incluiria as contas do Palácio do Planalto, mantidas sob sigilo. Em resposta à decisão da maioria, o DEM ameaça instalar uma nova CPI para investigar o tema, desta vez no Senado, casa em que o governo tem maioria apertada e onde já colheu derrotas em votações vitais – como a que impediu a prorrogação da CPMF em dezembro.

“Aqui, o governo nada de braçada’, comentou o deputado Vic Pires (DEM-PA), segundo o site do jornal Folha de S. Paulo. ‘Só nos restará um caminho que é aprovar a CPI imediatamente no Senado, onde o governo não nada de braçada, sem a presença de alguns macacos de auditório”, disse.

O PSDB, também da oposição, foi mais cauteloso em relação às chances de uma nova comissão de inquérito no Senado. O vice-líder do partido, senador Álvaro Dias (PSDB-PR), previu que os oposicionistas deverão enfrentar obstáculos similares, uma vez que a composição da eventual comissão não representaria o equilíbrio da casa como um todo.

“A correlação de forças no Senado não é diferente em uma CPI’, afirmou Dias. ‘O que prevalece é a indicação dos partidos. No plenário há, às vezes, um certo equilíbrio de forças porque não há dissidências na base do governo. Na CPI, não há hipótese de dissidência. Temos o dever de nos apresentarmos à sociedade com absoluta franqueza”, afirmou.

No requerimento rejeitado, a oposição solicitava o envio de uma informações como a quantidade de cartões expedidos pelo governo desde 2002, o nome dos respectivos portadores, a unidade gestora de cada um dos portadores e os limites de gasto. Além disso, deveriam ser apresentados as despesas mensais geradas por cada cartão.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.