Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.
Publicidade

Notícias sobre consumo

Preço do item subiu 4,83%, mas apresentou alta menos acelerada que no mês anterior; IPCA 15 é o maior para o mês em quatro anos
Feijões branco e carioca foram os itens que tiveram maior variação de preço, após subirem muito no 1º tri; das 20 maiores altas, 13 são de cortes bovinos
Dinheiro obtido de fontes alternativas, os famosos “bicos”, aumenta a confiança de consumidores e estimula a venda de itens mais caros e de melhor qualidade
Subiu de 33% em 2018 para 42% este ano o percentual de brasileiros que devem participar da brincadeira; gasto médio é estimado em R$ 68
Expectativa é que o crescimento seja 18% em relação a 2018
Governo brasileiro já reajustou a cota de compras nos free shops para o mesmo valor
Segundo a Abras, entidade ligada ao setor, a melhora no crédito para pessoa física e a liberação do FGTS estimularam o aumento
Com PIB do terceiro trimestre acima do esperado, bancos e consultorias preveem agora avanço de até 1,2% no final deste ano, impulsionado pelo FGTS
Desconfianças sobre retomada mais acelerada terão de ser enterradas pelos pessimistas e expectativas em relação ao futuro terão aumento expressivo
Retomada do emprego, juros mais baixos, redução das incertezas econômicas e liberações do FGTS devem garantir melhor resultado no quarto trimestre
Publicidade