Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Militares golpistas suspendem toque de recolher em Mali

Por Da Redação
28 mar 2012, 06h00

Bamaco, 28 mar (EFE).- A junta militar que na última quinta-feira tomou o poder em Mali mediante um golpe de Estado e destituiu o presidente Amadu Tumani Ture suspendeu o toque de recolher que havia imposto, embora os militares continuem hoje postados em locais estratégicos da capital.

Apesar da suspensão da medida, militares golpistas, apoiados por policiais, patrulham as ruas e reforçaram seu desdobramento em torno das instalações da rádio e da televisão estatais, assim como em bancos e postos de gasolina, segundo constatou a Agência Efe.

Os militares no poder confirmaram a reabertura do espaço aéreo e das fronteiras terrestres, fechadas após o golpe de Estado, e a decisão de reabri-las foi atribuída à necessidade de abastecimento.

Os dois anúncios coincidiram com a proclamação da Ata Fundamental para o restabelecimento do Estado e o ‘direcionamento’ da democracia pelo autodenominado Comitê Nacional de Recuperação da Democracia e Restauração do Estado (CNRDRE).

À suspensão da ordem constitucional segue um texto com 69 artigos para o período de transição cuja duração não foi precisada, mas que outorga a condição de chefe do Estado ao líder dos golpistas, o capitão Amadu Haye Sanogo, e institui como ‘órgão supremo’ o CNRDRE.

Continua após a publicidade

Embora não precise a convocação das eleições prometidas pelos golpistas, que com sua ação impediram o pleito fixado para 29 de abril, o documento proíbe a participação dos membros da junta militar em futuros processos eleitorais.

Também impede a concorrência dos membros do futuro Governo transitório em eleições legislativas e presidenciais.

Está convocada para hoje em Bamaco uma passeata de apoio aos golpistas do partido Solidariedade Africana pela Democracia e a Independência (SADI), liderado por Umar Mariko, fundador do Movimento Popular de 22 de Março, que rapidamente deu seu apoio aos militares e a seu levante. EFE

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.