Clique e assine a partir de 9,90/mês

Incêndio em asilo mata 11 idosos na China

Homem de 45 anos provocou fogo como vingança por roubo

Por Da Redação - 26 Jul 2013, 11h33

Pelo menos onze idosos morreram na manhã desta sexta-feira em decorrência de um incêndio em um asilo na província de Heilongjiang, no nordeste da China. Segundo a agência estatal Xinhua, o incêndio foi criminoso – um dos moradores ateou fogo no asilo como vingança por um roubo que teria sofrido de outro habitante da casa.

Leia também:

Leia também: Número de vítimas de terremoto na China chega a 94

O incêndio ocorreu por volta da 1h15 local (14h15 de quinta em Brasília) na entrada da casa de repouso para idosos Lianhe Senior, sediada na cidade de Hailun. No momento do incêndio, 32 pessoas estavam no interior do imóvel.

Continua após a publicidade

Wang Gui, um homem de 45 anos que morava no local, discutiu com outro por uma dívida de 200 iuanes (60 reais), perdeu o controle e iniciou o fogo. Enfermeiros tentaram acalmá-lo, mas não conseguiram detê-lo. Wang morreu, assim como outros 10 internos. O morador estava internado por conta de uma trombose cerebral e não tinha parentes que cuidassem dele.

O asilo faz parte das instituições governamentais que oferecem as chamadas “cinco garantias” (wubao, em mandarim: comida, roupa, atendimento sanitário, casa e serviços funerários) para as crianças, órfãos e idosos nas zonas rurais da China. No interior da instituição, que abriu suas portas em 2005 e conta com 450 camas, vivem 283 pessoas, a maioria idosos. Os bombeiros demoraram uma hora para apagar o fogo.

(Com agência EFE)

Publicidade