Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

U2 terá que pagar R$ 1,5 milhão a empresário brasileiro

Valor é referente à indenização por danos morais

Por Da redação 16 dez 2016, 18h39

Bono Vox e o baterista Larry Mullens, integrantes da banda U2, foram condenados a pagar 1,5 milhão de reais ao empresário e promotor catarinense Franco Bruni. A indenização por danos morais é resultado da ação movida por Bruni após uma entrevista que os músicos irlandeses concederam ao jornal O Globo, em 2000, quando criticaram o produtor, dizendo que ele não teria pago parte do cachê combinado por três shows do grupo que aconteceram no país.

O empresário conseguiu comprovar que pagou o valor de contrato, de 8 milhões de dólares. Os roqueiros, então, se retrataram, mas fizeram outras acusações referentes ao recolhimento de direitos autorais pelo Ecad.

  • A decisão foi tomada na 4ª Câmara Civil do Tribunal de Justiça de Santa Catarina nesta quinta-feira. Bruni não conseguiu mais produzir shows após o episódio que teria manchado sua imagem no meio artístico. Segundo o TJ, o valor da indenização, quando corrigido, pode chegar a 5 milhões de reais.

    Publicidade