Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Tony Bennett comanda festa de saideira da Via Funchal

Ele se apresenta neste sábado na casa de shows de São Paulo. No Rio, o crooner americano recebeu a cantora Ana Carolina

Por Carol Nogueira
1 dez 2012, 16h37

A casa de shows Via Funchal, de São Paulo, vai dar adeus ao público com garbo e elegância. O espetáculo que o crooner Tony Bennett realiza na noite deste sábado, cheio de clássicos pomposos da música popular americana, será uma verdadeira festa de despedida do tradicional endereço paulistano, que iniciou atividade em 1998 e deve fechar as portas neste mês – os proprietários não confirmam, mas a informação que circula nos bastidores é de que a casa será demolida até o fim do ano para dar lugar a edifícios.

LEIA TAMBÉM:

LEIA TAMBÉM: ‘João Gilberto é meu cantor favorito’, diz Tony Bennett

Em sua terceira passagem pelo Brasil, além de ser um dos últimos a cantar na Via Funchal – o show de fato derradeiro será o da cantora Norah Jones, no dia 15 -, Bennett fará um show especial por outro motivo. A apresentação será calcada em seu novo disco, Viva Duets!, feito de duetos com artistas latino-americanos como as cantoras brasileiras Maria Gadú e Ana Carolina, que subiu ao palco com ele no Rio. “Elas são muito talentosas”, se desmanchou o cantor ao site de VEJA em outubro.

Continua após a publicidade

O álbum faz parte de um grande projeto de duetos iniciado em 2006 com Duets: An American Classic, em que Bennett dividia o microfone com nomes como Barbra Streisand, Paul McCartney, Elton John, Stevie Wonder e Bono. O disco se tornou um de seus maiores sucessos, com 200.000 cópias vendidas somente em sua primeira semana nos Estados Unidos. No ano passado, o crooner repetiu a façanha com Duets II, em que atualizava clássicos junto a músicos mais jovens, como Amy Winehouse (em uma de suas últimas gravações), Lady Gaga e John Mayer. O CD vendeu 179.000 cópias na primeira semana e foi seu primeiro disco a figurar no topo da lista da Billboard.

O êxito surpreende. Afinal, Bennett, que completou 86 anos em agosto, tinha tudo para estar aposentado há décadas, curtindo a vida com o dinheiro que já ganhou. Com uma carreira prolífica que já conta mais de 60 anos e 100 discos, o crooner continua produzindo e lucrando, em uma indústria que cada vez mais sofre com números baixos. Sua fórmula de sucesso? Boas músicas, melodias agradáveis e uma personalidade afável. Parece simples, mas é coisa rara hoje em dia.

Além do show deste sábado na Via Funchal, Bennett se apresenta na terça-feira em Porto Alegre, no Teatro do Sesi. Para ambos, ainda restam alguns poucos ingressos nas plateias comuns. Vale a pena conferir.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.