Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Quadros de Rubens e Tintoretto são roubados em museu de Verona

Por Da Redação 20 nov 2015, 17h33

Dezessete quadros, entre alguns de mestres como Tintoretto e de Peter Paul Rubens, foram roubados do museu de Castelvecchio, em Verona, no norte da Itália. O crime ocorreu no fim da tarde desta quinta-feira, quando o local ainda estava aberto. De acordo com comunicado divulgado nesta sexta-feira pelo museu, os ladrões aproveitaram “justo o momento da mudança de turno entre os trabalhadores e o encarregado da vigilância”, intervalo em que o sistema antirroubo e os sensores de movimento estavam desativados, e imobilizaram o guarda que fazia a segurança do prédio, de onde saíram com telas como La Dama delle licnidi, de Rubens.

LEIA TAMBÉM:

Obra de Volpi avaliada em R$ 400 000 é roubada em SP

EUA entregam à França pintura de Picasso roubada há 14 anos

Os demais quadro roubados pertencem a artistas como Pisanello, Jacopo Bellini, Andrea Mantegna, Giovanni Francesco Caroto, Domenico Tintoretto, Hans de Jode e Giovanni Benini.

O prefeito de Verona, Flavio Tosi, disse que os ladrões eram “profissionais”, sabiam o que roubar e conheciam o museu. “Seguramente, foram mandados por alguém, porque se movimentaram com habilidade, escolhendo locais onde estavam seguro. As obras roubadas são praticamente as mais valiosas expostas”, afirmou em entrevista à imprensa local.

Em uma nota, Tosi afirmou que a segurança no museu tinha sido reforçada a partir do ano de 2005, quando foi implementado um sistema de vigilância por vídeos. No total, o museu conta com 48 câmaras distribuídas pelo interior do edifício e outras situadas nos arredores. As gravações já estão com a Polícia para tentar esclarecer a autoria do roubo.

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade