Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

Pirataria de séries cresce até 1.630% depois do Emmy

Downloads ilegais de ‘Scandal’ e ‘Breaking Bad’ foram os que mais aumentaram. ‘Game of Thrones’ continua sendo o programa mais baixado

Por Da Redação 4 set 2014, 11h17

Ganhar um Emmy, principal prêmio da TV mundial, é sinônimo de prestígio e aumento de popularidade entre os atores, canais e anunciantes. Para o público, é um estímulo para assistir às séries — e também para baixá-las. De acordo com o site da revista americana Forbes, um levantamento feito pela empresa de antipirataria CEG TEK mostra que os downloads ilegais das atrações indicadas ao Emmy cresceram 340% depois da premiação.

Scandal e Breaking Bad, vencedora na categoria de série dramática, foram as que mais bombaram em pirataria nos últimos dias, com um aumento de 1.630% e 412% de downloads, respectivamente. Já True Detective, House of Cards e Homeland viram sua pirataria subir mais de 340%.

Leia também:

Em festa morna e tediosa, Emmy consagra ‘Breaking Bad’

Continua após a publicidade

Emmy: piada com Sofia Vergara é tachada de machista

Emmy 2014: O que era aquele vestido de Lena Dunham?

De modo geral, a indústria da televisão americana, que gasta milhões nas produções de séries, não ficou feliz com este aumento. Alguns produtores, porém, dizem não se incomodar, pois o importante é o seriado se tornar conhecido e comentado, o que em algum momento também vai devolver os lucros para a empresa em outras ações de publicidade e marketing.

Este é o caso de David Petrarca, um dos diretores de Game of Thrones, que se mantém a série mais pirateada do mundo. De acordo com Petrarca, a pirataria não o incomoda, pois a série cresce no “boca a boca”, e, quanto mais pessoas a assistirem e falarem sobre ela, melhor.

Leia também:

Final da temporada de ‘Game of Thrones’ bate recorde de pirataria

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)