Clique e assine a partir de 8,90/mês

J. K. Rowling se despede de Harry Potter: ‘Agora acabou’

'Ele passa por uma grande viagem durante essas duas peças e, sim, acho que terminamos', disse a escritora na estreia da peça, em Londres

Por Da redação - Atualizado em 1 ago 2016, 10h12 - Publicado em 1 ago 2016, 09h50

Harry Potter lançou seu derradeiro feitiço, disse J. K. Rowling, sua criadora, na estreia da peça Harry Potter e a Criança Amaldiçoada, neste sábado em Londres. O espetáculo, que havia tido ensaio aberto a um grupo de fãs, entrou em cartaz ao mesmo tempo em que seu roteiro chegou às livrarias como o oitavo volume da série do menino bruxo. Oitavo e último, segundo a escritora.

LEIA TAMBÉM:
Fãs fazem fila para comprar o novo livro de Harry Potter
Pré-venda de novo Harry Potter bate recorde na Fnac
Oitavo ‘Harry Potter’ chega ao Brasil no Dia das Bruxas

Questionada se a produção teatral e o roteiro prenunciavam uma nova fase de histórias, JK Rowling foi categórica. “Não. Não. Ele passa por uma grande viagem durante essas duas peças e, sim, acho que terminamos. Esta é a próxima geração, você sabe. Então, estou muito feliz de vê-lo realizado, mas não, Harry acabou.”

A escritora britânica disse que não foi uma decisão difícil colocar a sua criação no palco, graças à ideia da produtora Sonia Friedman para o espetáculo. “Soou perfeito com o material que eu tinha sobre a próxima geração e podia ver que funcionaria. Nunca quis escrever outra história, mas isso vai dar aos fãs algo especial.”

A história é uma criação de J.K. Rowling, Jack Thorne e John Tiffany e se passa dezenove anos depois de Harry Potter e as Relíquias da Morte. Potter, já na meia idade, é um atarefado funcionário do Ministério da Magia, marido e pai de três crianças em idade escolar. Um de seus filhos, Alvo, luta contra o peso de um legado de família que ele nunca quis.

Harry Potter e a Criança Amaldiçoada está disponível nas livrarias, em inglês, desde sábado. A versão em português será lançada no país pela Rocco, no Dia das Bruxas.

(Com agência Reuters)

Continua após a publicidade
Publicidade