Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.
Publicidade

Notícias sobre dívida pública

Na parcial do ano, rombo nas contas públicas somou R$ 48,359 bilhões, menor valor para o período em quatro anos
Endividamento interno e externo subiu 2,03% entre julho e agosto; previsão é que feche o ano entre 4,1 trilhões de reais e 4,3 trilhões de reais
Medidas são adotadas depois de o dólar alcançar 60 pesos e de a taxa de risco país superar 2.100 pontos básicos
Apesar de negativo, é o melhor desempenho para o período desde 2015; melhora na situação fiscal de estados e municípios colaborou para o resultado
Enquanto as contas primárias permanecem no vermelho, os juros se acumulam
O País precisa de um orçamento mais flexível e de uma reforma tributária, mas a mudança das aposentadorias é a tarefa mais urgente
Aumento foi de 1,15% em relação a fevereiro, segundo o Tesouro Nacional; previsão para o ano é entre R$ 4,1 tri e R$ 4,3 tri
Unidades da federação poderão pedir empréstimos a bancos privados, públicos e entidades mediante a ajuste econômico
economia-especial-brasil-planos-economicos-anuncio-plano-real-fhc-20010424-007-original.jpeg
Economia

Dívida pública sobe para R$ 3,87 trilhões em 2018

Por Estadão Conteúdo
Segundo Tesouro Nacional, o valor deve chegar a até 80,6% do PIB em 2022
Um maior dinamismo dependerá de ganhos de produtividade, um desafio adicional à competência da futura equipe econômica
Publicidade