Clique e assine a partir de 9,90/mês

Cinco assuntos para começar seu dia

VEJA traz os principais temas para você começar esta segunda-feira bem-informado

Por Da Redação - Atualizado em 23 mar 2020, 07h09 - Publicado em 23 mar 2020, 06h59

O avanço do coronavírus no Brasil, eleições municipais de outubro em xeque, a pandemia pelo mundo, o possível adiamento da Olimpíada de Tóquio e o início da campanha nacional de vacinação contra a gripe. Esses são os cinco principais assuntos para você começar seu dia bem-informado.

CORONAVÍRUS

O Ministério da Saúde informou no domingo 22 que ao menos 25 pessoas morreram e outras 1.546 estão infectadas pelo novo coronavírus no Brasil. A pasta confirmou ainda que novos testes rápidos vindos de uma empresa chinesa chegarão ao país nas próximas semanas.

Para conter os impactos econômicos da pandemia, o BNDES anunciou que vai injetar 55 bilhões de reais durante toda a crise do novo coronavírus. O valor deve ter influência em 150.000 empresas. Por causa da crise provocada pela doença, o ministro do STF, Alexandre de Moraes, suspendeu o pagamento do Estado de São Paulo com a União. A decisão é válida por 180 dias e tem caráter liminar, ou seja, valerá até ser analisada pelo plenário da Corte. Nesta segunda-feira, 23, o governador João Doria (PSDB), teria que pagar 1,2 bilhão de reais aos cofres federais.

Continua após a publicidade

ELEIÇÕES MUNICIPAIS

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, defendeu, em reunião online com prefeitos, que as eleições municipais deste ano sejam adiadas devido à pandemia de coronavírus. O deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara, porém, já demonstrou ser contra o adiamento do pleito. Futuro presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ministro Luís Roberto Barroso, que há poucos dias disse não cogitar a possibilidade de postergar as eleições, divulgou uma nota onde deixa o debate com o Congresso.

VACINA CONTRA A GRIPE

Começa nesta segunda a campanha nacional de vacinação contra a gripe em todo o Brasil. Ao todo, serão disponibilizadas 75 milhões de doses, 15 milhões a mais do que no ano passado, e a expectativa é alcançar 67,6 milhões de pessoas. A campanha termina em 22 de maio e, de acordo com o Ministério da Saúde, a vacina ajudará os profissionais na triagem de pacientes e poderá acelerar no diagnóstico do novo coronavírus. A primeira etapa tem como objetivo imunizar idosos com mais de 60 anos e profissionais da área de saúde.

Continua após a publicidade

DOENÇA PELO MUNDO

Ao menos 192 países e territórios ao redor do mundo já foram atingidos pelo novo coronavírus, que matou mais de 14 mil pessoas e infectou pelo menos 341 mil. O país com mais vítimas fatais é a Itália, com 5.476, apesar da redução de 13,5% em relação ao dia anterior divulgada no domingo 22. Após um dia de novos contágios locais, a China anunciou nesta segunda que não houve registros de casos dentro do país. Por outro lado, o número de infectados que chegaram do exterior aumentou. Na Alemanha, a chanceler Angela Merkel, 65 anos, entrou em quarentena após ter contato com um médico infectado pela Covid-19.

IMPACTO OLÍMPICO

Após muito relutar, o Comitê Olímpico Internacional (COI) admitiu no domingo que os Jogos de Tóquio-2020 podem ser adiados. A entidade deu um prazo de quatro semanas para tomar uma decisão e descartou a possibilidade de cancelar o evento. A Olimpíada está prevista para começar no dia 24 de julho deste ano.

Publicidade