Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Acordo na ‘crise dos imigrantes’

Por Jadyr Pavão
1 abr 2008, 20h01

Brasil e Espanha assinaram nesta terça-feira, em Madri, um protocolo que pretende encerrar a crise diplomática aberta no último mês, com o crescente número de visitantes brasileiros barrados ao tentar em território espanhol – e a conseqüente resposta de Brasília, dificultando a entrada de espanhóis. O documento foi assinado pelo subsecretário das Comunidades Brasileiras no Exterior do Itamaraty, Otto Maia, e a subsecretária do Ministério das Relações Exteriores da Espanha, María Jesús Figa.

Entre as medidas acertadas está a que determina que os brasileiros “inadmitidos” na Espanha possam entrar em contato com o consulado brasileiro local, além de ter acesso a banheiros e às malas. Recentemente, brasileiros alegaram ter ficado incomunicáveis, sem comida e sem banho por 24 horas.

Outra medida é a troca ágil de informações detalhadas, por meio do estabelecimento de um sistema de comunicação entre as autoridades consulares. Também foram definidos encontros periódicos para tratar do tema imigração, já que o número de brasileiros na Espanha triplicou nos últimos quatro anos.

Há a intenção de reforçar a cooperação policial, inclusive com intercâmbio de agentes. Está em estudo ainda a possibilidade de serem instalados caixas eletrônicos dentro das áreas de controle de fronteira, caso a polícia aduaneira exija a apresentação de quantias mínimas de custeio de estadia.

Continua após a publicidade

A Espanha é o segundo destino imigratório mundial, atrás apenas dos Estados Unidos. O país adiantou que não mudará suas normas de imigração, mas disse que pretende colaborar com o Brasil.

De janeiro a março deste ano, 800 brasileiros foram barrados ao tentar ingressar no país europeu, segundo o Itamaraty. Em 2007, de cada cinco barrados no aeroporto internacional de Madri, dois eram brasileiros. Atualmente, 130.000 brasileiros vivem na Espanha. Do total, as estimativas apontam que entre 70.000 e 80.000 estavam legalizados.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.