Blogs e Colunistas

27/05/2014

às 16:30 \ Vasto Mundo

Acredite: o proprietário e motorista desse fusquinha é o presidente de um país — o Uruguai

O presidente do Uruguai, José Mujica, desce de seu Fusca, que vale mil dólares

Publicado originalmente em 18 de junho de 2012.

Amigos, diante de tantos exemplos de vidão à custa do dinheiro público que temos “neste país”, achei interessante o contraponto trazido pelo jornalista gaúcho Mario Marcos de Souza em seu blog, mostrando aquele que o jornal espanhol El Mundo considera “o presidente mais pobre do mundo” — José “Pepe” Mujica, chefe de governo do Uruguai desde março de 2010 e que permanecerá no poder até março de 2015.

Confiram. O título original é o que vai abaixo, os intertítulos e algumas considerações entre colchetes são de responsabilidade do blog:

Quem está a bordo deste fusquinha é o presidente de um país

Todos os dias ele embarca no seu Fusquinha azul de estimação, de 1.300 cilindradas (foto), e toma o rumo de seu pequeno sítio Rincón del Cerro, nos arredores de Montevidéu, onde vive com a mulher, senadora da República – que é a proprietária da área. A casa é discretamente vigiada por dois seguranças.

No fim do mês, quando recebe o salário de 12,5 mil dólares como presidente do Uruguai, José “Pepe” Mujica separa 1,25 mil [para si] e doa o restante, cerca de 90%, a pequenas empresas e Organizações Não-Governamentais que trabalham com habitações populares.

– Este dinheiro me basta, e tem que bastar porque há outros uruguaios que vivem com menos – costuma repetir este uruguaio de maneiras simples, 77 anos, que, em reportagem do jornal espanhol El Mundo, foi chamado de “o presidente mais pobre do mundo”.

Além de sua casa no pequeno sítio, seu único patrimômio é o Fusca avaliado em pouco mais de mil dólares.

Vida espantosamente simples

Como transporte oficial, em vez dos carrões com ar-condicionado dos demais presidentes, ele usa um Corsa. Sua mulher, a senadora Lúcia Topolansky, parceira de muitos anos, também doa boa parte de seu salário.

O presidente da República na casa em que vive, no sítio pertencente à mulher (Foto: estadao.com.br)

Mujica vive de forma espantosamente simples, apesar de presidir um dos países mais importantes da América do Sul, nunca usa gravata (é quase sempre uma camisa branca com casaco) e convive com os mesmos amigos de antes da eleição que o conduziu ao poder.

É capaz de pegar o Fusca, ir até uma loja de ferragem comprar um acessório de banheiro e, no caminho, parar em um pequeno estádio para animar os jogadores do Huracán, time da segunda divisão, e prometer um churrasco caso subam para a Série A.

Ele não tem dívidas nem conta em banco

Sem contas bancárias ou dívidas, de acordo com El Mundo, ele apenas repete que espera concluir seu mandato para um descanso sossegado no Rincón del Cerro.

A vida simples não é mera figuração ou tentativa de construir uma imagem, seguindo orientações de um marqueteiro. Não, ela faz parte da própria formação de Mujica, um homem que lutou contra a ditadura, foi preso e, ao lado de dezenas de [guerrilheiros e terroristas] Tupamaros, participou de uma fuga cinematográfica da antiga prisão onde hoje está o Centro Comercial Punta Carretas, em Pocitos, lutou pela volta da democracia e hoje é presidente eleito do país.

Tudo isso sem abrir mão de suas convicções, em nenhum momento – a ponto de rejeitar a ideia de mudança de sua vida por ser o chefe de uma nação. [Mujica, que continua se considerando um político de esquerda, defende e pratica ideias que em outras latitudes são desprezadas “neoliberais”. Em outubro de 2010, o presidente concedeu uma entrevista às Páginas Amarelas de VEJA em que expôs suas posições, muito distantes do marxismo que defendia nos tempos de juventude.

Uma de suas declarações fala por si: “A estatização é uma solução que foi abandonada. Trata-se de uma receita perfeita para desenvolver uma burocracia opressora. Continuo sendo socialista porque sou inimigo da exploração do homem pelo homem. Isso não inclui defender um Estado grande e um funcionalismo público inchado. Seria um desastre”.

Quanto a querer controlar a imprensa, como ocorre com outros governos supostamente “progressistas” do continente, o presidente não poderia ser mais claro:

“Quando um governo se mostra mais tolerante à diversidade, acaba ajudando a formar uma imprensa respeitosa. Quando radicaliza nas suas políticas, no entanto, vai tudo pro diabo. (…) A melhor lei de imprensa que existe é a que não existe”.]

A residência presidencial já serviu de abrigo a uma moradora de rua e seu filho. O presidente prefere não morar na mansão  (Foto: ultimahoradiario.com.ar)

No último dia 24 de maio, por ordem de Mujica, uma moradora de rua e seu filho foram instalados na residência presidencial, que ele não ocupa por seguir morando no sítio. Ela só saiu de lá quando surgiu vaga em uma instituição.

Neste início de inverno, a casa e o Palácio Suarez y Reyes, onde só acontecem reuniões de governo, foram disponibilizadas por Mujica para servir de abrigo a quem não tem um teto. Em julho do ano passado, decidiu vender a residência de veraneio do governo, em Punta del Este, por 2,7 milhões de dólares. O banco estatal República comprou e transformará a casa em local de escritórios e espaço cultural. Quando ao dinheiro, será inteiramente investido – por ordem de Mujica, claro – na construção de moradias populares, além de financiar uma escola agrária na própria região do balneário.

Nada de carros blindados

Ele nem se preocupa em reforçar seus esquemas de segurança e, ao circular no Fusca ou em um Corsa, claramente não está a bordo de veículos blindados.

Nem sei se é certo ou não alguém, no papel de um país, com toda a importância que o cargo tem e nestes tempos loucos ditados muitas vezes por fanatismo, levar a vida de uma pessoa comum.

Até acho que não. Afinal, um presidente não pode conduzir sua própria vida. Há milhões de pessoas que deram a ele o direito de dirigir um país e esperam não ver nada abalando esta tarefa – e é por isso que de Barack Obama, num extremo, a Dilma Rousseff, no outro, todos os presidentes são devidamente protegidos por fortes esquemas de segurança. Ao ser eleito, o escolhido faz uma espécie de renúncia pública de sua autonomia – e sabe que não terá mais tanta liberdade assim.

O que me causa profunda admiração no caso de Mujica, independentemente das razões destacadas acima, é ver alguém que se recusa a renunciar a suas próprias convicções, mesmo desafiando todas as regras do protocolo. Ele pensa nestes princípios, lutou a vida inteira por eles, arriscou sua segurança e de sua própria família, por que mudar logo agora?

Foi eleito por isso, certamente, por suas ideias e estilo de vida. Dane-se a liturgia do cargo, deve pensar este uruguaio. Para Mujica, ela não tem importância. O que importa, acima de tudo, é dormir com a consciência tranquila (…).

O mundo seria um lugar bem melhor e, com toda a certeza, muito mais pacífico se tivéssemos outros Mujicas conduzindo países por aí.

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado

160 Comentários

  • Luiz Antonio de Santana

    -

    1/12/2014 às 21:24

    Vida longa para que possa usufruir dos seus melhores dias e contemplar a natureza e colher os frutos que plantou voce e sua familia que estes exemplos sejam bastantes divulgados e que no futuro venham a surgir seguidores das suas atitudes porque não existe atitude mais linda que plantar e colher humildade parabens.conserve bem este fusca ele merece.

  • lucia

    -

    10/11/2014 às 18:41

    Você tem o amor de Deus presidente, e infelizmente não sabe falar sobre ele, só basta aceitar que ele é o único que poderá dar vida eterna, mesmo depois de tantas plantações e colheitas, acredite na sua vida eterna.

  • bruno candeloro

    -

    9/11/2014 às 10:16

    parabens pelas suas atitudes e seu modo de vida o mundo seria bem mais humano se outros governantes pensassem como este homem maravilhoso que e o sr presidente do uruguay

  • Elinaldo Pinto

    -

    8/11/2014 às 22:10

    Seria muito bom se o Brasil tivesse um presidente assim.

  • luiz fernando oliveira moreira

    -

    23/10/2014 às 0:35

    nao precisava nem comentar

  • Marlin

    -

    24/9/2014 às 16:01

    E ainda tem idiota que o critica. Mas o que se poderia esperar desses plutocratas, que acham que a ganância e o egoísmo contribui para o desenvolvimento mundial e o progresso? O que me conforta é saber que esses caras têm fezes dentro do corpo e vão morrer um dia. E depois de mortos, virarão pó, assim como qualquer criatura mortal. Infelizmente para eles, seu capital não compra valores morais.

  • dagoberto costa neves

    -

    29/6/2014 às 12:53

    parece ate mentira que existe algum politico assim queria que nossos políticos seguissem esse exemplo pois so assim os brasileiros teriam uma vida mais justa e digna porque ate hoje não tenho orgulho nenhum do brasil pelo contrario tenho vergonha de ser brasileiro

  • Carlos Carneiro

    -

    26/6/2014 às 7:17

    Trata-se de engenharia social, Mujica representa uma legião que abrange vários eixos continentais, a função dele é encantar os porcos, distraí-los do raciocínio lógico e passar a funcionar apenas pela parte emocional, que facilita a reprogramação intelectual na questão do livre capital e milhões passam a aceitar a implantação do socialismo/narco-comunismo/bolivarismo/sindicalismo.
    Povo sempre foi leviano na sua inteligência, os do mal feito conhecem muito bem os botões que devem ligar para fazer funcionar toda uma massa mimética em prol de seus objetivos. Desde sempre eles vem reformando a humanidade, deixando-nos cada vez mais incapacitados na parte sensorial e mais distante do mundo real, que nos leva a desprezar e combater a verdade como se ela fosse o mal e a mentira o bem. Amamos tudo que é contrario a verdade, tudo que é fingido, que é simulado. Até o fim dos tempos gritaremos “SOLTEM BARRABÁS”.

  • Carlos Alberto de Alencar Galvão Junior

    -

    24/6/2014 às 12:47

    Existem homens que engrandecem a espécie. Esse é um deles. Mesmo sendo assim recebe críticas por suas posições. Os que criticam com certeza jamais seriam metade do que esse cidadão é.
    O grande homem nasce humilde e morre humilde. O que ele faz de grande é engrandecer os outros.

  • Ronaldo força

    -

    6/6/2014 às 10:40

    Oi Chê, tem mais: o seu guru Che Guevara não passou de um irresponsável e aventureiro. Foi um alpinista social que por falta de inclinação pela medicina resolveu adentrar a América do Sul (Bolívia) para ter ensinamentos de marxismo. Foi para Cuba e mandou ao paredão milhares de cubanos. Sua crueldade só era do tamanho de sua covardia.

  • Ronaldo força

    -

    6/6/2014 às 10:30

    Chê, além de vasta literatura sobre o comunismo, visitei sua ilha Cuba onde o povo que não é do partido vive na miséria. Pedem roupa, sapato, azeite, calças etc. Só vive bem lá quem é do partido. Quem falar contra é torturado. Estive também nos países da cortina de Ferro(Alemanha, Hungria e República Theca) ninguém quer saber de comunismo. A Rússia hoje é uma ditadura da KGB, porém foi o país que mais matou seu próprio povo perdendo apenas para a China de Mao. Fidel assassinou mais gente que o safado do Pinochet. Ditadura é uma ***** seja qual for o regime de direita ou esquerda. Claro que uma pessoa que se intitula de Fidel só pode ser um inocente e ver sabedoria na ignorância. Vcs querem se espelhar regime incompetente como o da Venezuela que vai se acabar de podre. Estive recentemente no Peru e vi o progresso e a economia em alta. Brasil, Argentina, Venezuela, Bolívia e Equador estão na contramão da história. Na verdade, quando se tem uma ********* a frente do governo não dá para desenvolver.

  • Fidel

    -

    5/6/2014 às 19:45

    Che, estou com você, amigo. Sábias colocações!!!

  • Paula Tejano

    -

    5/6/2014 às 19:43

    Enquanto isto, aqui no Brasil tem alguns políticos que preferem usar o Helipóptero

  • Chê

    -

    4/6/2014 às 13:18

    Ronaldo! Ou talvez suas fontes estejam erradas, sobre o regime venezuelano, e principalmente sobre Fidel.

  • Ronaldo força

    -

    4/6/2014 às 9:45

    Eu não entendo como um homem pacifista como este se dá ao trabalho de viajar para Venezuela para apoiar um regime criminoso e antidemocrático. A mesma coisa vale para o Gabriel Garcia Marques que vivia de braços dados com Fidel Castro, sabendo de seus crimes e de uma vida nababesca na ilha escondida em Cuba. São paradoxos inexplicáveis.

  • Chê

    -

    2/6/2014 às 17:34

    “”Vampiro-Demônio”” hahahaha…
    Poo Santana*1000, forçou né!!
    Se exite isso, são os EUA, leia sobre o bloqueio a Cuba.

  • Elcio Nunes

    -

    2/6/2014 às 17:24

    Nem tanto, nem poco! Um fusca, milhares de pessoas poderao exibir no mundo como patrimonio…Agora a pergunta e: E os fuscas que o Mujica tem por tras dessa imagem…So Deus e seus comparsas o sabem…Um pais que o seu presidente opta pela legalizacao da maconha sempre sera um suspeito em outras areas…
    Esse Mujica nao me expira confianca…e pura balela!

  • alberto

    -

    31/5/2014 às 22:17

    Nem precisava tanto assim no caso do Brasil (ou brasil) apenas que não houvesse tanto roubo como temos visto no café da manhã , almoço , no jantar e de segunda a segunda.

  • Santana*1000

    -

    30/5/2014 às 20:10

    Angelo Losguardi – 19/06/2012 às 0:07
    “Eu tenho mais medo justamente de tipos assim. Longe disso ser APENAS demagogia barata, eu temo que isso sinalize o desejo não de roubar o suficiente pra comprar um porcaria de automóvel, mas a intenção de roubar sim todo um país e as almas contidas nele. Exemplo disso é o vampiro-demônio fidel castro, que roubou quase toda a ilha de Cuba e as almas infelizes que lá habitam, todos escravos nesse imenso latifúndio versão Transilvânia.”
    #######
    Caro senhor concordo inteiramente como o seu comentário. -Parabéns!
    Santana*100

  • geroldo zanon

    -

    30/5/2014 às 8:16

    Com as secretarias que mostraram até eu

  • Vaulber B. Pellegrini

    -

    29/5/2014 às 18:56

    Será mesmo tudo verdade o que se diz a respeito desse ex-tupamaro??????

  • RONALDE

    -

    28/5/2014 às 19:26

    Junto com a Kirchner, Dilma, Evo, apoiou Chavez e agora Maduro. Comuna demagogo.

  • RONALDE

    -

    28/5/2014 às 19:24

    **********, comunista, demagogo, bolivariano q

  • Helio

    -

    28/5/2014 às 17:20

    Hei, Ricardo Lins: A questão não ideológica, mas de princípios éticos. Mao-Tse-tung, por exemplo, era de esquerda, mas um crápula. O Lula, do mesmo jeito.Esse negócio de “colar” esquerda em ética, não tem troço mais furado! Já pensei assim quando jovem.

  • PS

    -

    28/5/2014 às 14:55

    Enquanto isso ex presidentes daqui se locomovem com carros de luxo, do ano e, ainda, com a escolta de agentes do exército…se entopem de champagne e descem a borduna nas zelites…

  • Meia verdade

    -

    28/5/2014 às 13:10

    “Lula tem muito a aprender com Mujica…..a comecar por sua secretaria”

  • Roberto

    -

    28/5/2014 às 12:55

    Não publico ofensas, insultos ou xingamentos contra quem quer que seja.

  • Ricardo Lins

    -

    28/5/2014 às 12:32

    Pois é… Agora vamos lembrar de um presidente de direita que faça algo semelhante.

  • Renato Carvalho

    -

    28/5/2014 às 12:15

    Uma das leis básicas da psicologia é aquela que diz que “só vemos nos outros as nossas projeções”. Aos detratores do Mujica, sem o menor fundamento, aliás, além das próprias projeções, só resta engolir o fato e tentar seguir o exemplo. Mais do que qualquer outra coisa, Mujica mexe com a zona de conforto daqueles que odeiam mudança. E isso é intolerável.

  • Marcos F

    -

    28/5/2014 às 11:32

    Pior é que eu acredito. Tenho certeza. Ele não está mentindo. Não está escondendo nada. Ajuda os outros com problemas. Sonha com um mundo melhor.
    Ele é presidente de um país que está bem, muito dinheiro, boa comida, população pequena, turismo desenvolvido …
    Falta muito pouco para o Brasil chegar perto do Uruguai: só um presidente honesto.

  • Leniéverson

    -

    28/5/2014 às 10:29

    Para o Pedro Luiz Moreira é ‘crime’ – na minha interpretação – ser contra o comunismo. E não acho carcomida. É um direito que nos assiste. Pior é quando ficam chamando a direita de reacionária e hidrófoba.

  • Leniéverson

    -

    28/5/2014 às 10:17

    Um presidente que apoia tiranias ditatoriais, dentre outras coisas, não pode ser visto como alguém virtuoso. Alias, comunistas sempre usam variações de um pretenso carismatismo para enganar pessoas. Mujica é um deles.

  • Meia Verdade

    -

    27/5/2014 às 21:45

    Sabotagem com o lula?…..
    - Tratou do câncer no SUS, com médicos cubanos
    - Anda de metrô e buzão pra cima e pra baixo.
    - Pega ônibus para “perambular” pelo Brasil
    - Fumava cigarro de palha, quando podia fumar
    - Tinha como “preferida” a Rose (musa do PT)
    - Nunca se trajou com marcas de grife
    - Não sabe o que é vinho ou whisky, só cachaça.
    - Sempre se lembrou dos pobres…e assim o quer para sempre.
    - Sempre teve a humildade de ser semi-analfabeto, nada de FMU, USP, UNICAMP ou Sorbonne.
    E ESSE MUJICA VEM QUERER ESNOBAR COM SEU FUSQUINHA …..sai fora COXINHA

  • Marta

    -

    27/5/2014 às 21:17

    Sempre tive uma certa desconfiança de pessoas ostentativamente “humildes” e “boas”. Porque na maioria das vezes, de humildes e de boazinhas não tem nada.
    Mas no caso de Mujica sou tentada a crer que se trata de um caso genuíno. Uma coisa é certa: não há como acusá-lo de incoerência, pois vive literalmente de acordo com aquilo que prega (ao contrário de velhos conhecidos nossos..). Tomara que faça um bom governo.

  • Bil

    -

    27/5/2014 às 19:51

    O Lula e a Dilma devem achá-lo um louco, um lunático. Na realidade, ele está certo. Quando se morre, nada se leva. Imbecil é quem pensa diferente, pois ele foi eleito para ser serviçal do eleitor e não carrasco.

  • Valfrido Cânvias

    -

    27/5/2014 às 18:45

    Com a mais absoluta certeza ele dá um exemplo dos mais honrados e nacionalistas ao seu povo e mostra a razão de estar onde está. Que os esquerdopatas do Brasil VIREM AS COSTAS PARA FINGIREM QUE NÃO O VÊEM. Contudo, há que se manter sempre vivo o pensamento crítico do povo, visto que, muito poder requer SEMPRE muita responsabilidade. Como a polêmica liberação da maconha.

  • Marcelo Augusto Monteiro Ferraz

    -

    27/5/2014 às 18:40

    Posso até acreditar que essa frugalidade seja verdadeira, mas é difícil imaginar que Mujica, ou seus assessores, não façam marketing político disso, o que, para mim em particular, soa populista e demagogo.
    Deixa de ser virtuoso aquele que faz proselitismo de suas virtudes. Menos virtuosos são aqueles terceiros que disso tentam extrair proveito.
    Ainda que admitamos ter Mujica essa tão decantada qualidade, o noticiário político da América Latina me leva a crer o chefe de estado uruguaio apresenta defeitos que a anulam, já que, pousando de simplório de um lado, de outro assina, junto com outros chefetes bananeiros bolivarianos do Mercossul e da Unassul, aquelas abomináveis notas de “repúdio” às legítimas manifestações estudantis contra a ditadura venezuelana.
    Não me parece que Mujica seja mais do que um bonachão incoerente. Não surpreenderia, contudo, que fosse algo pior, isto é, alguém que coloca a pseudo-bonomia a serviço da canalhice política.

  • Gil Santos

    -

    27/5/2014 às 18:37

    Quem disse que para ser da “isquerda” tem que assaltar os cofres públicos para manter a luta da cumpanheirada. Diferentemente de todos outros esquerdistas, comunistas, socialistas e trabalhistas, esse grande homem não perdeu com o poder sua ideologia e a coloca em pratica. Diferentemente de alguns outros lideres sulamericanos que gostaram e muito de usufruir e se enriquecer no poder. Pelo que tenho visto e pelos exemplos que temos no Brasil não posso acreditar que esse homem seja socialista/comunista. Foge completamente do padrão existente e seguido pelos socialistas brasileiros

  • Sylvio Haas

    -

    27/5/2014 às 18:00

    O presidente mais “pobre” do mundo?!? Ao contrário, ele é riquíssimo! Seu tesouro é ser amado e RESPEITADO pelo seu povo e por milhares de pessoas de várias partes do planeta; também poque vive de acordo com suas convicções, e finalmente, dá um exemplo para quem tem a capacidade de ver em seu comportamento o único modelo admissível de autêntica liderança, coisa que NENHUM político de uma Banânia consegue. Aqui, RESPEITO é usado no seu sentido mais pleno e lindo, o de uma arrebatadora admiração, e não de medo.

  • Marcos

    -

    27/5/2014 às 17:46

    Ouvi de um conhecido que estava no Uruguai almoçando em um pequeno restaurante e viu Mujica sozinho em uma mesa no canto.
    Ele terminou de almoçar, pediu a conta, pagou e foi embora.
    O amigo brasileiro abismado perguntou ao garçon se aquele não era o presidente. Sim, respondeu o garçon.
    E você cobrou dele?
    Claro. Se eu me negar a receber, ele nunca mais vem aqui, disse o garçon com um ar orgulhoso e feliz.

    A Lei de Gerson é brasileira, caríssimos. Ainda há dignidade humana no mundo.

  • PS

    -

    27/5/2014 às 16:56

    Igualzim ao pai do mensalão…o Ganso!

  • Platão

    -

    27/5/2014 às 16:48

    Este exemplo também serve para milionários esbanjadores que tem 10 Mercedes na garagem.

  • Platão

    -

    27/5/2014 às 16:46

    Sempre aparece algum tolinho (ou espertalhão) dizendo que a GANÂNCIA É UMA VIRTUDE POR QUE GERA EMPREGO… Não aguento mais isso!

  • Gilmar Nandi

    -

    6/4/2014 às 20:34

    Os uruguaios estão de parabens, pela ótima escolha. Tomara que outros Mojicas viessem por aí. Estamos necessitados desta simplicidade. Gostaria muito de conhece-lo pessoalmente. Um grande abraço.

  • carlos cordeiro da silva neto

    -

    17/12/2013 às 22:16

    exelente exemplo e filosofia de vida pena q nosso governantes nao tenham a capacidade dele porque o ultimo grau da sabedoria e a humildade alem de serem esnobis vivem promovendo a miseria pra cada dia viverem mais na luxuria

  • Andre

    -

    13/11/2013 às 15:42

    Admiro Mujica pq, diferente de outros presidentes de esquerda como Dilma, Cristina, os Castros e Nicolas Maduro, ele pratica o que prega. Comunista geralmente fala uma coisa (igualdade e justiça social, combate com desigualdades) e vive de outra forma completamente diferente (esbanja dinheiro, gasta com jantares e viagens caras, etc).

    Mujica difere de seus colegas socialistas pq pelo menos não é hipocrita.

  • Pablo Mota

    -

    11/10/2013 às 23:33

    Aprendendo ai com o presidente do Uruguai, Dona Dilma Presidenta (haja prepotencia para ignorar a gramática para sua satisfação pessoal) e Senhor Lula. Não preciso dizer nada do restolho do PT e todos aqueles que já foram esquerda um dia….

  • roberto franco

    -

    3/8/2013 às 13:38

    Quem tem mais orgulho?
    Os brasileiros que tinham um presidente operário e “soube” entrar para o rol dos mais ricos do mundo
    como um grande administrador e aplicador de salario ou os uruguaios que tem o presidente mais pobre do mundo? Acho que o “tiozinho” fuma “unzinho” pra ter estas idéias… Tomara que apareçam outros por aí… Principalmente por aqui! Podia começar com 1 (um) deputado federal e 1 (um senador) nada mais a cada eleição, daqui uns cem anos sanearíamos o congresso. kkkkkkk
    O resto seria mera transformação pq o exemplo vem de lá….

  • ingrid lucas

    -

    13/4/2013 às 14:30

    jamais um politico brasileiro seria capaz de fazer esse tipo de ação, nossa ultima esperança era o PT e nós envergonha a cada dia gente basta vamos as ruas nosso pais e rico enquanto isso não termos educação de qualidade segurança saúde !!! fico feliz pelo o povo do uruguai

  • Rogerio Laud

    -

    7/3/2013 às 17:41

    PRESIDENTE, como esse do URUGUAY, SÓ SI FIZER-MOS DE BARRO,POIS NUNCA MAIS DARÁ SI A LUZ A UM OUTRO
    MIJUCA.RSRSRSRS

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados