Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Nike pode descontinuar pulseira inteligente FuelBand

Empresa estaria com dificuldades para aumentar margens de lucro do produto e aumentar eficiência da produção

A Nike, maior companhia de artigos esportivos do mundo, confirmou que demitiu nesta semana parte da equipe envolvida com a produção da pulseira inteligente FuelBand. Ao todo, 55 dos 70 funcionários que trabalhavam com o produto foram cortados dos quadros da empresa.

A FuelBand foi lançada em 2012 nos Estados Unidos e é a principal aposta da Nike na área de tecnologia. A pulseira monitora os movimentos do usuário e registra as informações quando a pessoa caminha, corre, dança ou pratica um esporte, além de mostrar quantas calorias foram gastas ao longo do dia.

Em um comunidado, a empresa disse que não vai deixar de produzir o equipamento, contrariando as especulações do site Cnet, que anunciou as demissões. “A Nike+ FuelBand SE continua a ser parte importante dos nosso negócios. Nós vamos continuar a aperfeiçoar o produto e vamos lançar novas cores metálicas”, afirma o comunicado.

Segundo o site Cnet, a Nike enfrenta um debate interno há meses sobre o produto, devido aos gastos elevados, os desafios de produção e a incapacidade de fazer margens adequadas sobre o negócio. Uma das principais críticas à pulseira inteligente é que o produto da Nike tem baixa capacidade de armazenamento e não oferece app para Android.

Leia também:

Nasce uma nova geração de relógios, pulseiras e óculos inteligentes