Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Quanto é necessário caminhar por dia para envelhecer bem?

Estudo analisou oito estudos, que envolveram mais de 20 mil pessoas de 43 países

Por Diego Alejandro
10 jan 2023, 15h27

A lista dos benefícios da caminhada para a saúde  continua a se avolumar. As descobertas do último estudo liderado por Amanda Paluch, professora de cinesiologia na Escola de Saúde Pública e Ciências da Saúde da Universidade de Massachusetts Amherst, mostram que adultos mais velhos que andam entre 6 e 9 mil passos por dia têm um risco reduzido de 40 a 50% para eventos cardiovasculares, como um ataque cardíaco ou acidente vascular cerebral em comparação a aqueles que caminham 2 mil passos.

A pesquisa de Amanda e da iniciativa Steps for Health Collaborative já havia mostrado que mais movimento, mesmo abaixo dos altamente elogiados “10 mil passos por dia”, estava associado a benefícios em relação à longevidade. A meta-análise de 15 estudos envolvendo quase 50 mil pessoas de quatro continentes descobriu que caminhar entre 6 e 8 mil passos por dia estava associado a um menor risco de morte por todas as causas entre os adultos mais velhos.

Após os achados, Amanda e sua equipe queriam abordar o território menos mapeado de passos por dia e doenças cardiovasculares. Os resultados foram semelhantes.

Embora pareça haver um benefício adicional contínuo para aqueles que andam mais de 6 mil passos, diz Amanda, encorajar os idosos menos ativos a dar mais passos é talvez a mensagem de saúde pública mais importante. “Para aqueles que estão em 2 ou 3 mil passos por dia, fazer um pouco mais pode significar muito para a saúde do coração. Se você está em 6 mil passos, chegar a 7 mil e depois a 8 mil também é benéfico, como uma melhoria incremental.”

Continua após a publicidade

A meta-análise de oito estudos envolveu mais de 20 mil pessoas de 43 países. Para adultos mais jovens, nenhuma ligação entre passos por dia e risco cardiovascular foi detectada. “Isso ocorre porque a doença cardiovascular está relacionada ao envelhecimento e geralmente não se concretiza até que estejamos em idades mais avançadas”, diz Amanda, cujo projeto foi apoiado pelos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC). 

Pesquisas futuras envolvendo adultos mais jovens e passos por dia se concentrariam nos precursores de doenças cardiovasculares, incluindo pressão alta, obesidade e diabetes tipo 2. “Essas condições se desenvolvem em adultos mais jovens e são importantes para a prevenção precoce”, diz a pesquisadora.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.