Clique e assine a partir de 9,90/mês
Publicidade

Notícias sobre LDO

Congresso vota texto final e LDO em sessão conjunta marcada para esta quinta
Pasta sofreu uma limitação extra mensal de 586,83 milhões de reais em despesas não obrigatórias, segundo decreto publicado pelo governo nesta quinta-feira
alx_brasil-posse-dilma-brasilia-20150101-018_original.jpeg
Economia

Dilma sanciona, com vetos, a LDO de 2015

Por Da Redação - 5 jan 2015, 11h02
Texto permite o uso dos chamados duodécimos para execução provisória de despesas até que o Orçamento deste ano seja aprovado
joice_853x480.jpg
40m04s
play_circle_outline
Brasil

‘Pela primeira vez temos uma oposição conectada com a realidade’, diz Aécio

Por Da Redação - Atualizado em 10 dez 2018, 18h18 - Publicado em 2 jan 2015, 10h50
O senador e presidente nacional do PSDB garantiu que em 2015 a "oposição chega revigorada e com representação contundente". "Será a oposição que mostrou força durante a discussão da LDO." Quanto as sabatinas no Senado, a bancada deve assumir um tom mais duro. Em uma conversa 'Direto ao Ponto', falou a Joice Hasselmann sobre os novos desdobramentos do escândalo do Petrolão, os desafios da oposição e os planos para 2018. Assista os melhores momentos da entrevista.
still-noalvo_1612_17h_853x480.jpg
01m46s
play_circle_outline
Brasil

Oposição mais forte: blocão une quatro legendas e forma segunda maior bancada da Câmara

Por Da Redação - Atualizado em 10 dez 2018, 16h09 - Publicado em 16 dez 2014, 16h19
Nesta terça-feira à noite será anunciada a união de PV, PPS, PSB e Solidariedade. A junção dos partidos nanicos cria a segunda maior bancada da Câmara dos Deputados a frente do PMDB. A união é menor apenas que a bancada petista. A jogada traz mais força para a oposição.
Screen_Shot_2014-12-16_at_7.39.51_AM_853x480.jpg
08m28s
play_circle_outline
Brasil

Lauro Jardim: Governo adia reunião do segundo maior investidor de infraestrutura do Brasil

Por Da Redação - Atualizado em 10 dez 2018, 16h09 - Publicado em 16 dez 2014, 08h04
O colunista Lauro Jardim fala sobre a decisão do governo em adiar pelo segundo mês consecutivo uma reunião do Fundo de Investimentos do FGTS. A reportagem traz também a discussão sobre a LDO, o governo tenta aprovar a Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2015; a queda das ações da Petrobras e a alta do dólar, a moeda bateu o maior valor desde 2005; e o julgamento da segunda turma do STF de dois processos que analisam a legalidade das decisões do juiz Sérgio Moro na Lava Jato.
Projeto precisa ser aprovado até o dia 22, quando o Congresso encerra suas atividades no ano. Caso contrário, não poderá haver recesso parlamentar
Após aprovação pela Comissão Mista de Orçamento (CMO), texto deve ser apreciado no plenário do Congresso antes do recesso paralamentar
Screen_Shot_2014-12-10_at_8.20.11_AM_853x480.jpg
08m53s
play_circle_outline
Brasil

‘Brasil, Rússia e Venezuela: cada um tem o seu Petrolão’, diz Blinder

Por Da Redação - Atualizado em 10 dez 2018, 18h19 - Publicado em 10 dez 2014, 08h05
Lauro Jardim, do Radar on-line, fala sobre a ansiedade dos advogados dos empreiteiros presos em Curitiba, já que entre hoje e sexta-feira o ministro Teori Zavascki deve julgar os pedidos de habeas corpus impetrados na semana passada, logo depois que Renato Duque foi posto em liberdade. E o colunista Caio Blinder analisa a complicada situação da Venezuela e da Rússia devido a queda petróleo. Ele diz que Putin, para abafar os problemas internos da economia, pode provocar uma escalada da crise com o Ocidente na Ucrânia investindo no nacionalismo e no patriotismo.
giro_0812_853x480.jpg
06m46s
play_circle_outline
Brasil

Lauro Jardim: ‘Que ministério caberá a Jaques Wagner?’

Por Da Redação - Atualizado em 10 dez 2018, 18h19 - Publicado em 9 dez 2014, 08h03
O colunista Lauro Jardim fala sobre o atual desenho da reforma ministerial com o governador Jaques Wagner para o Ministério das Comunicações. A reportagem traz também o pedido dos técnicos do TSE para rejeitar as contas de campanha de Dilma, o fim da votação da LDO, a decisão do PT de lançar ou não candidato próprio para a presidência da Câmara, a queda das ações da Petrobras e o processo de investidores americanos contra a estatal.
Publicidade