Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

UE pede urgência em negociações comerciais pós-Brexit com Reino Unido

Após a saída do país do bloco comercial, prevista para 31 de janeiro, britânicos terão 11 meses para garantir um acordo econômico

Por Da Redação 5 dez 2019, 14h47

A União Europeia (UE) expressou nesta quinta-feira, 5, seu desejo de iniciar o quanto antes as discussões sobre a nova relação comercial com o Reino Unido depois do Brexit, previsto para 31 de janeiro.

O objetivo é garantir um acordo comercial em apenas 11 meses, antes que o período de transição após a saída do Reino Unido expire em dezembro do ano que vem, segundo um documento divulgado. 

Os chefes de Estado e de governo da UE pediram que a Comissão Europeia apresentasse na próxima cúpula europeia, prevista para os dias 12 e 13 de dezembro em Bruxelas, “um projeto de mandato global para uma futura relação com o Reino Unido imediatamente após sua retirada”.

Segundo o documento, este mandato terá que ser aprovado “rapidamente” pelos Estados membros.

“As negociações deverão ser organizadas de forma que se tire o melhor proveito possível no pouco tempo que resta para a negociação e a ratificação”, afirma o documento.

  • Após o Brexit, no período de transição, os britânicos ainda vão poder se beneficiar das regras europeias, para evitar uma ruptura brutal e possibilitar negociações sobre a futura relação.

    A transição poderá ser prolongada somente uma vez até o final de 2022. O atual primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, descartou qualquer prorrogação do prazo de saída da UE, caso vença as eleições de 12 de dezembro, aumentando novamente a perspectiva de uma saída do bloco sem um acordo.

    Johnson convocou as eleições da semana que vem para acabar com o impasse britânico sobre o Brexit. Apesar de seu acordo de retirada ter sido aprovado por Bruxelas em outubro, ele não conseguiu garantir apoio parlamentar.

    (Com AFP)

    Continua após a publicidade
    Publicidade