Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Presidente do TCE do RJ é levado coercitivamente para depor

Operação Descontrole, deflagrada na manhã desta terça-feira, é resultado das investigações da Lava Jato no Rio de Janeiro

Por Da redação 13 dez 2016, 09h11

A Polícia Federal realiza na manhã desta terça-feira a Operação Descontrole contra o presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE) do Rio de Janeiro, Jonas Lopes. Segundo o jornal O Estado de S. Paulo a ação é resultado das investigações da Operação Lava Jato no Estado e apura crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

  • Ao todo, quarenta agentes da Polícia Federal cumprem dez mandados de busca e apreensão e três de condução coercitiva, expedidos pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ). Lopes está entre as pessoas que foram levadas à PF para prestar depoimento.

    De acordo com a delação do executivo Leandro Andrade, da Odebrecht, revelada pelo programa Fantástico, da TV Globo, Jonas Lopes pediu dinheiro para aprovar o edital de concessão do Maracanã e as contas da linha 4 do metrô. Lopes e ele teriam acertado o pagamento de 4 milhões de reais em quatro parcelas de 1 milhão de reais. A primeira parcela teria sido paga em 10 de fevereiro de 2014 ao filho de Jonas Lopes, Jonas Lopes de Carvalho Neto, no escritório de advocacia dele, no Centro do Rio.

    Publicidade