Blogs e Colunistas

03/10/2012

às 13:40 \ Política & Cia

MENSALÃO nas eleições: o “fogo amigo” é o maior risco para os candidatos oficiais

 Encontro de Lula com os 118 candidatos a prefeito do PT e aliados, sem Patrus Ananias, em julho passado -- e os candidatos já afirmavam, na época, temer o mensalão (Foto: Marcos Alves / O Globo)

Encontro de Lula com os 118 candidatos a prefeito do PT e aliados, sem Patrus Ananias, em julho passado -- e os candidatos já afirmavam, na época, temer o mensalão (Foto: Marcos Alves / O Globo)

Amigas e amigos do blog, boa nota do blog Política & Economia na Real, do jornalista José Márcio Mendonça e do economista Francisco Petros.

A INFLUÊNCIA DO MENSALÃO

Pesquisa do Datafolha indica que 81% dos eleitores não levam o mensalão em consideração na hora de votar. Isto indicaria a pouca influência do julgamento do Supremo Tribunal Federal na eleição municipal.

O teste final desta constatação estatística será quando os principais acusados forem julgados a partir de agora, especialmente no caso de José Dirceu, José Genoíno e Delúbio Soares. Este trio reflete a essência da relação do poder central pós-eleitoral da era Lula com a classe política de então.

Se a indiferença popular continuar grande em relação ao tema, o mais provável é que o eleitor vá à urna pensando apenas nos interesses de suas cidades.

A variável mais interessante deste julgamento é que para Lula, padrinho de vários candidatos de grandes cidades brasileiras, o julgamento é muito sensível para os seus sentimentos de ex-presidente.

Na medida em que ele “politiza” o discurso em relação aos veredictos dos juízes da Corte Suprema, o eleitor pode começar a prestar atenção no mensalão na hora do voto.

Paradoxalmente, o “fogo amigo” é o maior risco para os candidatos oficiais.

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

4 Comentários

  1. pedro couto

    -

    07/10/2012 às 4:48

    O cidadão ai de baixo, o Roberto Dimas, deve estar com problema de saude mental. Quanta besteira pronunciada num espaço tão diminuto. Roberto, não seja ridículo, meu amigo. Antes de abrir a boca nós devemos em primeiro lugar ter consciencia daquilo que vamos pronunciar, para não cair de quatro como você caiu neste seu comentário. OK?

  2. roberto dimas

    -

    06/10/2012 às 21:32

    APESAR DA TENTATIVA DE GOLPE!!APEAR DA GUER-RA DO PIGUI!! APESAR DO ENGAVETADOR!! APESAR DO TAL BATMAN!! APESAR DOS COM-PLÔS!! APESAR DE TODAS AS FORÇAS OCUL-TAS TORCENDO CONTRA!! O PT SOBREVIVEU!! AGUARDE OS PRÓXIMOS ROUDS!! A GUER-RA NÃO ACABOU !! VAI TER RÉPLICA E TRÉPLICA O PT NASCEU DA LUTA, A GUE-RRA VAI SEGUIR…

    Deus do céu, como a ignorância é triste. “Tentativa de golpe” contra um EX-presidente?

    Onde estão as tropas?

    Não me mate de rir.

  3. mts

    -

    04/10/2012 às 17:15

    Quanto petralha junto. Ninguem saiu com a propria carteira.

  4. Marco

    -

    03/10/2012 às 16:50

    Dom Setti: Eles nem mais se envergonham, tem até quem ache o mensalão um verdadeiro reconhecimento popular, eles podem continuar, cfe for o caso, sem problema, em assaltar os cofres públicos. E o pior q os aliados estão crescendo cada vez mais com isso, não é só o PT. A má e falsidade administração pública e ócio já é um respeito eleitoral.
    Abs.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados