Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Veja Essa: as frases que marcaram a semana

Boris Johnson e Weintraub tiveram falas que se destacaram na semana

Por Lizia Bydlowski Atualizado em 25 jun 2020, 18h02 - Publicado em 26 jun 2020, 06h00

“Nossa longa hibernação nacional está chegando ao fim.”
BORIS JOHNSON, primeiro-ministro britânico, anunciando o fim da quarentena, mas alertando que ela será reativada “se a nevasca recomeçar”

“Ela retrata explicitamente os negros e os nativos como povos subjugados e racialmente inferiores.”
BILL DE BLASIO, prefeito de Nova York, justificando a decisão de retirar da frente do Museu de História Natural uma estátua do presidente Theodore Roosevelt (1858-1919) a cavalo e, no chão, um índio e um negro de cada lado

“Aviso à tigrada e aos gatos angorás (governo bem docinho). Estou saindo do Brasil o mais rápido possível (…). Quero ficar quieto, me deixem em paz, porém, não me provoquem.”
ABRAHAM WEINTRAUB, ex-ministro da Educação, exonerado bem a tempo de escapar de um processo no STF, em recado a felinos em geral ao partir mais que depressa para os Estados Unidos

“Se sair, o vírus pega. Se ficar, o agressor mata.”
MARIA IVETE BOULOS, infectologista do Núcleo de Atendimento às Vítimas de Violência Sexual do Hospital das Clínicas de São Paulo (e mãe do político Guilherme Boulos), sobre a questão da violência doméstica na quarentena

“Bolsonaro e o bolsonarismo têm um problema seríssimo com a sexualidade.”
JOÃO SILVÉRIO TREVISAN, escritor e ativista dos direitos LGBT, examinando sob novo ângulo as atitudes do governo

LARISSA MANOELA INSTAGRAM @LARISSAMANOELA/.

“Com uma maquiagem, uma peruca e uma tinta de cabelo a gente se transforma. Dá para fazer um milhão de coisas.”
LARISSA MANOELA, atriz de 19 anos, negando que tenha feito plástica e revelando truques — ela diz ser “truqueira”

Continua após a publicidade

“Vai demorar para cicatrizar. Foi muito desagradável.”
ANN LINDE, ministra das Relações Exteriores sueca, reagindo à decisão dos vizinhos escandinavos de fechar as fronteiras com seu país. Por opção do governo, na Suécia não há quarentena e a taxa de mortalidade disparou

“As mulheres preferem homens que lhes pareçam másculos — fortes, protetores e extrovertidos. Parece que gatos passam o oposto dessa imagem.”
SHELLY VOLSCHE, pesquisadora da Universidade de Boise, em Idaho, sobre o estudo que mostrou que usuárias do aplicativo de paquera Tinder rejeitam candidatos que posam com gatos

“É triste eu ser capaz de enxergar melhor do que a sua visão de 2020.”
STEVIE WONDER, cantor, cego desde que nasceu

“Eu vi todo mundo de máscara no Japão e pensei: isso faz sentido.”
NAOMI CAMPBELL, modelo, que há quinze anos circula mascarada em locais de muito movimento. Ela também higieniza seu assento em cada viagem aérea

“Sou tranquila, mas, se a marreta está saindo do cabo, rodo a baiana.”
SIMONE, metade da dupla sertaneja com Simaria, lembrando o episódio em que, no palco, em pleno show, notou uma mulher interessada no marido, Kaká, e foi confrontá-la

Publicado em VEJA de 1 de julho de 2020, edição nº 2693

  • Continua após a publicidade
    Publicidade