Clique e assine a partir de 9,90/mês

Sérgio Camargo, polêmicas sem freios na Fundação Palmares

Conheça a trajetória e as polêmicas do jornalista que comanda a instituição mais simbólica para o movimento negro

Por Da Redação - Atualizado em 25 Jun 2020, 15h53 - Publicado em 25 Jun 2020, 15h36

Sérgio Camargo se define como um negro de direita, antivitimista e inimigo do politicamente correto. Foi nomeado no fim do ano passado por Jair Bolsonaro para ser presidente da Fundação Palmares, uma instituição pública voltada para a promoção e a preservação dos valores culturais, históricos, sociais e econômicos de influência negra na formação da sociedade brasileira.

No cargo, o jornalista coleciona polêmicas: já defendeu o fim do feriado da Consciência Negra, porque causaria ‘incalculáveis perdas à economia do país’ e chamou o líder antiescravagista Zumbi dos Palmares, símbolo do movimento negro, de ‘falso herói’, entre outras declarações. Mais recentemente, chamou a cantora Alcione de ‘barraqueira’.

Conheça os detalhes de cada etapa da história de Sérgio Camargo em mais uma edição do podcast Funcionário da Semana

Publicidade